terça-feira, 30 de março de 2010

LEI DE JUSTIÇA, DE AMOR E DE CARIDADE

 

Sob a visão filosófica explicada por Allan Kardec o sentimento de justiça está na própria Natureza; razão pela qual o homem de bem se revolta quando ocorre uma injustiça.

O progresso moral desenvolve o sentimento de justiça, mas foi Deus quem colocou essa semente no coração do homem. É por esse motivo que os homens mais simples e primitivos têm uma noção mais exata do sentimento de justiça do que aqueles mais privilegiados economicamente e os mais cultos.

Mesmo que a justiça seja uma lei natural o que se observa, comumente, são as opiniões divergentes entre os homens

em relação à justiça. Se a justiça é uma lei natural, por que,

então, ocorre essa divergência de pontos-de-vista?

A noção de justiça varia de pessoa para pessoa porque geralmente as pessoas se deixam influenciar por outros sentimentos não compatíveis com o sentimento de justiça e, assim, alteram o resultado verdadeiro. As paixões pelas quais o homem facilmente se deixa dominar, por exemplo, levam-no a ter um ponto-de-vista errado quanto ao que seja justiça. Como os sentimentos variam de uma pessoa para outra, ao fazer um julgamento, o senso de justiça se modifica respectivamente.

A justiça consiste em respeitar os direitos do homem. Esses direitos são determinados pela lei humana e pela lei natural. Na lei humana os homens tomam como base seus costumes e seu caráter para fazer suas leis. Essas leis podem variar à medida que o homem amplia seus conhecimentos e suas idéias progridem; então, progressivamente, ele também compreende melhor a justiça. Ou seja, algo que há um século lhe parecia justo, na atualidade, pode lhe parecer uma barbaridade. Da mesma forma, o que hoje se considera como sendo certo, no próximo século poderá ser considerado errado.

As leis humanas estão sempre mudando; elas só serão mais estáveis à medida que o ser humano se aproximar mais da verdadeira justiça, isto é uma lei igual para todos e que se identifique com a lei natural.

A lei natural, sim, é imutável e é igual para todos, independentemente das diferenças de classes, de raças, de sexos ou qualquer outra.

Numa sociedade em que a maldade e a degradação dos valores morais se instalam há necessidade de leis mais severas. Mais importante que punir o malvado, porém, é eliminar o mal da sociedade através da educação. Somente a educação poderá melhorar o homem. Melhorado o homem, não haverá mais maldades e nem a necessidade de leis tão rigorosas.

A educação pode ocorrer pela influência positiva do homem de bem sobre os maus. É responsabilidade de cada pessoa trabalhar sempre visando o bem comum. Seja no que for que o homem trabalhe, ele deverá se perguntar: Estou trabalhando para o meu próprio bem e para o bem do meu próximo?

As leis espíritas podem contribuir para o progresso do mundo destruindo o materialismo que é uma chaga da sociedade. O materialismo desvia o homem dos interesses da alma

que deve ser seu verdadeiro interesse assim como sua vida futura, quando deixar a Terra.

As leis espíritas pretendem destruir preconceitos

e unir os homens como irmãos através da solidariedade.


Mas qual é o critério a ser usado para se alcançar a verdadeira justiça?


"O critério da verdadeira justiça é desejar para os outros o que se desejaria para si mesmo; e não de desejar para si o que se desejaria para os outros, o que não é a mesma coisa." Quem vive em sociedade tem como dever principal respeitar os direitos dos outros. Todo aquele que souber respeitar esses direitos será um homem justo. A missão mais sublime da religião cristã é fazer o homem entender que deve sempre tomar como base seus próprios direitos para respeitar o direito dos outros.

Na incerteza de como a justiça deve ser feita em relação ao seu semelhante, numa determinada circunstância, o homem deve perguntar-se como gostaria que agissem com ele, numa situação idêntica. O guia mais seguro que Deus deu ao homem

é a sua própria consciência.

O amor e a caridade são sentimentos complementares

ao sentimento de justiça, porque sem eles não será

possível realizar a verdadeira justiça.


NAIR LÚCIA DE BRITTO



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

O MAIS IMPORTANTE É ELIMINAR O MAL

 

O senador Gerson Camata tem um projeto no Senado pelo qual ele luta

desde 2007 que é de solucionar os crimes sexuais contra crianças através

de uma cirurgia que elimina esse instinto perverso. A própria pessoa

portadora dessa anomalia também é uma vítima porque não tem culpa

de ter nascido assim. Livre desse problema com uma cirurgia simples

ela poderá, quem sabe, ter uma vida normal, ser útil à sociedade e até ser feliz.

O senador têm toda razão em querer proteger as crianças, muitas já

tão sofridas pela desigualdade social e até pelo abandono dos pais.

Aqueles que estão contra o projeto do senador Gerson Camata alegam

que o certo é punir o criminoso e deixá-lo a mercê dos seus instintos.

Ora! Recentemente os noticiários da tevê informaram que um desses

criminosos cumpriu pena e, assim que saiu da prisão, fez mais uma vítima fatal.

Permitir a permanência desse instinto maléfico é o mesmo que dar o revólver

ao assassino.


"Quantas vidas não teriam sido poupadas se esse projeto tivesse sido aprovado

assim que ele nasceu!?", desabafou hoje o senador em entrevista à televisão.


Bem diz a Filosofia Espírita: "Muito mais importante que punir o criminoso é

eliminar o mal".


Nair Lúcia de Britto.



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quarta-feira, 24 de março de 2010

Encontro de Poetas de Sao Carlos acontece neste sábado

Evento é aberto a toda a comunidade


No próximo sábado, dia 27 de março, a Biblioteca Comunitária (BCo) da UFSCar promove o XIII Encontro de Poetas de São Carlos. O evento é aberto a toda a comunidade da região e tem como objetivo incentivar a leitura, promover a troca de ideias e experiências, além de divulgar poesias de diversos autores.

Os participantes serão recepcionados, às 14h30, com a apresentação musical de "MPB, Samba e Poesia", composta pelos músicos Lucas Coluccini e Jorge Luiz. Às 15h, poetas irão declamar poesias e, em seguida, será a abertura da Exposição Varal Poético, com poesias de participantes enviadas antecipadamente.

Organizado pelo Departamento de Ação Cultural da BCo, o evento celebra o Dia Nacional da Poesia, comemorado no dia 14 de março, e também integra a programação da comemoração dos 40 anos da UFSCar. 

Os interessados em participar do evento devem se inscrever pelos telefones (16) 3351-8275 ou 3351-8747, ou pelo e-mail alexei@ufscar.br. As inscrições também podem ser feitas no início do evento.

O Encontro de Poetas tem início às 14h30 na Biblioteca Comunitária, localizada na área Norte do campus São Carlos da UFSCar.

A entrada para o evento é gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail ligiacastelli@ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-8747.



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quarta-feira, 17 de março de 2010

Espaços Mais Cultura


Edital é prorrogado até 29 de março para municípios com até 500 mil habitantes

O edital para a implantação de 20 Espaços Mais Cultura em áreas de vulnerabilidade social foi prorrogado para 29 de março. Podem concorrer municípios com até 500 mil habitantes. Os projetos devem ser enviados pelas prefeituras, o edital está disponível nos sites do Programa Mais Cultura - www.mais.cultura.gov.br - e do Ministério da Cultura - www.cultura.gov.br.

Cada espaço terá uma biblioteca, cineteatro e salas de oficina. O investimento é de R$ 9 milhões, sendo R$ 450 mil por equipamento. O objetivo é promover a melhoria da qualidade de vida da população residente em periferias e centros urbanos caracterizados por baixos indicadores sociais e marcados pela escassez de produtos e serviços culturais.

"A cultura é necessidade básica e direito de todo cidadão. Com os espaços estamos promovendo o acesso da população de baixa renda a equipamentos e serviços para a prática de atividades culturais, de criação, lazer e convívio social", destaca Silvana Meireles, coordenadora executiva do Programa Mais Cultura.

A participação social é uma das marcas do projeto. As comunidades envolvidas serão capacitadas a participar da gestão do equipamento. "Não basta colocar o espaço. É preciso que a comunidade se aproprie do equipamento, tornando-o um centro dinâmico e vivo", salienta Silvana.

As prefeituras deverão garantir contrapartida financeira de, no mínimo, 20% do valor total do projeto, além de terreno. Cada equipamento terá área construída de aproximadamente 266 metros quadrados.

(ASCOM/ SAI/MinC)

 

segunda-feira, 15 de março de 2010

Aberta as Inscrições para o Prêmio Jabuti

JABUTI 2010

 

INSCRIÇÕES AO PRINCIPAL PRÊMIO DA LITERATURA BRASILEIRA ESTÃO ABERTAS

 

 O Prêmio Jabuti chega à 52ª edição, abrangendo 21 categorias. Este ano,

a Câmara Brasileira do Livro (CBL) prestará homenagem

aos países de língua espanhola.

 

A premiação ainda apresenta mais duas novidades: a entrega

de uma estatueta ao profissional de comunicação que se destacar

pela sua atuação em prol do livro e da leitura; e a entrega de

prêmio popular com votação pela internet.

 

 

Em 8 de março, a Câmara Brasileira do Livro abriu inscrições para a 52ª edição do Prêmio Jabuti. A participação é aberta a editores, escritores, autores independentes, tradutores, ilustradores, produtores gráficos e designers. As categorias são as seguintes: Tradução; Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Comunicação e Artes; Teoria/Crítica Literária; Projeto Gráfico; Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil; Ciências Exatas, Tecnologia e Informática; Educação, Psicologia e Psicanálise; Reportagem; Didático e Paradidático; Economia, Administração e Negócios; Direito; Biografia; Capa; Poesia; Ciências Humanas; Ciências Naturais e Ciências da Saúde; Contos e Crônicas; Infantil; Juvenil; Romance; e Tradução de Obra Literária Espanhol-Português. As inscrições se encerram no dia 31 de maio. Mais informações pelo site www.premiojabuti.org.br

 

Os três primeiros colocados em cada uma das categorias concorrem aos prêmios de Livro do Ano de Ficção e Livro do Ano de Não-Ficção. Em sua 51ª edição, em 2009, o Jabuti teve como vencedores, respectivamente, Moacyr Scliar, com o romance “Manual da Paixão Solitária” (Cia. das letras), e Marisa Lajolo e João Luís Ceccantini, com “Monteiro Lobato: Livro a Livro” (Unesp/Imprensa Oficial).

 

Podem concorrer ao Prêmio Jabuti 2010 apenas obras inéditas, editadas no Brasil, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2009. A comprovação da data da publicação deverá constar do colofão (inscrição final na qual o tipógrafo indica a data e o lugar da feitura da obra) do livro. Se o colofão não especificar a data, a editora deverá apresentar, juntamente com o livro, uma cópia da nota fiscal da gráfica como comprovante.

 

Este ano, o mais importante prêmio literário do País prestará homenagem às nações de idioma espanhol, na categoria “Tradução de Obra Literária Espanhol-Português”. A iniciativa, que está definitivamente incorporada ao concurso, foi realizada pela primeira vez no ano passado, tendo a França como homenageada.

Além disso, será entregue no dia da cerimônia de premiação a “Distinção Jabuti de Comunicação” como reconhecimento ao profissional de comunicação que se sobressair no País pela sua atuação cotidiana em prol do livro e da leitura. O objetivo é passar a valorizar as pessoas com dedicado trabalho na promoção da literatura.

Também como novidade do Jabuti deste ano, será entregue o prêmio “Voto Popular” - votação do público aberta pela internet das obras vencedoras do prêmio (1º, 2º e 3º lugares em cada categoria). Nesse caso, o objetivo é aproximar os leitores da premiação. Mais à frente divulgaremos como o leitor pode participar de nosso “júri popular”.

Obs.: Participarão do voto popular as mesmas categorias que participam do Livro do Ano Ficção e Não-Ficção:

Ficção — Romance, Contos e Crônicas, Poesia, Infantil e Juvenil

Não-Ficção — Teoria/Crítica Literária; Reportagem, Ciências Exatas, Tecnologia e Informática; Economia, Administração e Negócios; Direito; Biografia; Ciências Naturais e Ciências da Saúde; Didático e Paradidático; Educação, Psicologia e Psicanálise; Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Comunicação e Artes.

 

O DEVER

O dever é uma obrigação moral. Primeiro do homem para consigo mesmo,
depois para com as pessoas à nossa volta. 
Refere-se tanto às pequenas atitudes como às de maior importância.
 
Quando se trata de sentimentos é difícil cumprir o dever porque às vezes
essa obrigação moral não concorda com os interesses e desejos do
coração. 
 
"O homem que cumpre com seu dever ama a Deus mais do que as
criaturas; e, as criaturas mais do que a si mesmo. Ele é ao mesmo tempo
o juiz e o escravo em sua própria causa."
 
O dever cumprido dignifica o homem e o eleva espiritualmente;
mas como saber quando começa o dever?
 
Quando se ameaça a felicidade ou tranquilidade do outro é o momento
exato do homem cumprir com seu dever. 
O cumprimento do dever é uma vitória diante das fraquezas humanas.
E essa vitória dá à alma o vigor que ela tanto precisa.
 
                                                  NAIR LÚCIA DE BRITTO
                                                           Jornalista
 
Fonte: LÁZARO, Paris, 1863)  


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

domingo, 14 de março de 2010

IMPULSIVO








IMPULSIVO


Mas, a palavra que me assusta
sobe garganta acima
e explode na boca
vergonhosamente
como bomba em Hiroshima
e arrasa quarteirões

E, entre mortos e feridos
sigo cambaleante
na vida

sábado, 13 de março de 2010

LEI DO TRABALHO

 

Por ser uma lei natural, o trabalho é uma necessidade do homem. Mas a civilização

induz o homem a trabalhar mais do que deveria e, por consequência, o homem

aumenta suas necessidades da mesma forma que aumenta seus prazeres.


O trabalho não é apenas uma atividade física porque o espírito trabalha

junto com o corpo. O trabalho é uma consequência da natureza corporal do homem; uma expiação, mas ao mesmo tempo, uma forma de aperfeiçoar o espírito. Isto quer dizer que, sem o trabalho, o homem permaneceria na infância da inteligência.


A nessecidade do homem de trabalhar para o seu sustento, sua segurança e seu bem-estar é uma imposição natural para que ele desenvolva a sua inteligência. Os

seres menos resistentes à força física, geralmente são dotados de maior inteligência

para desenvolver um trabalho intelectual, o que, claro, não o desmerece em relação aos mais fortes.



Até os animais trabalham, com a diferença de que tanto o trabalho como a inteligência deles são limitados, por isso o trabalho dos animais não os levam ao progresso. Mas, mesmo que inconscientemente, os animais trabalham para atender suas necessidades materiais e, ainda que o homem não perceba um resultado imediato no trabalho dos animais, estes estão também dando uma precisosa colaboração para a preservação da Natureza.


Já o trabalho do homem tem uma finalidade dupla: a conservação do seu

corpo e o desenvolvimento da inteligência que, bem conduzida, o eleva espiritualmente.


A natureza do trabalho é relativa às respectivas necessidades do homem. Quanto

menos necessidades materias menor será o trabalho material. Mas isso não quer

dizer que o homem deve procurar ficar inativo e inútil. A ociosidade seria para

ele um suplício e não um benefício; como se poderia erroneamente supor.


O homem que já possui bens sufientes para se manter poderia, talvez, ficar

isento do trabalho material; mas tem o dever de trabalhar pelo aperfeiçoamento da

sua inteligência bem como da inteligência dos outros. Dessa forma ele será

útil para si mesmo e para com os seus semelhantes.

Quanto mais desenvolvida a sua inteligência, maior será a oportunidade

de fazer o bem. Todos, porém, podem e devem ser úteis conforme às aptidões que

possuem por mais simples que sejam.

O que o homem nunca deve fazer é entregar-se voluntariamente à ociosidade;

e manter sua existência graças ao trabalho dos outros.


Os pais trabalham para os filhos; assim como os filhos também podem

trabalhar pelos pais. Essa troca é o resultado natural, nascido do amor paternal e do

amor filial. Ligados por uma afeição recíproca os membros de uma mesma família

podem e devem ajudar-se mutuamente, mas essa lei natural é completamente

ignorada pela sociedade atual, que se julga avançada.

 

NAIR LÚCIA DE BRITTO

Jornalista

 

 

Texto baseado nos Princípios da Doutrina Espírita, de Allan Kardec



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

Nota Oficial - Salão de Humor - Morre Glauco

 

 

CONSELHO CONSULTIVO DO

SALÃO INTERNACIONAL DE HUMOR DE PIRACICABA

 

NOTA OFICIAL

VIOLÊNCIA MATA GLAUCO,

GRANDE CARTUNISTA BRASILEIRO.

 

        A violência em São Paulo, mais uma vez, mata e empobrece a cultura brasileira. Aos 53 anos, no auge de sua produção artística, morre assassinado por assaltantes em sua casa o cartunista paranaense Glauco Villas-Boas, radicado em Osasco.

        Glauco, como era conhecido, foi descoberto pelo jornalista José Hamilton Ribeiro, então diretor do “Diário da Manhã”, em Ribeirão Preto, interior paulista. Lá começou a publicar suas tiras cômicas.

        Mas, foi na 4ª edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, em 1977, ao conquistar um dos prêmios, que Glauco foi projetado no cenário artístico brasileiro e internacional. Com seu imenso talento, criatividade, estilo único e, em especial, humor inteligente baseado no comportamento da nossa sociedade, que Glauco saltou, ainda no mesmo ano, para as páginas da “Folha de S. Paulo”.

        Em 1984, a mesma “Folha” abriu espaço diário para a nova geração de cartunistas brasileiros. Glauco estava entre eles e, assim, ficou conhecido em todo o País. Surgiram seus principais personagens: Geraldão, Zé do Apocalipse, Dona Marta, Doy Jorge, Casal Neuras, Geraldinho e outros. Multimídia, Glauco também era músico e se apresentava em bandas de rock. Integrou a equipe de redatores do “TV Pirata” e do “TV Colosso”, programas apresentados pela TV Globo. Publicou livros de humor.

        Em plena Era Digital Glauco continuava fiel à prancheta, desenhando à mão com nanquim. Usava o computador apenas para colorir os trabalhos, depois de escanear cada um deles. Glauco registrou, a cada momento, as transformações pelas quais passou o mundo, o Brasil. Era um profundo conhecedor e critico da alma humana, mas sempre de maneira bem humorada, provocando reflexões.

        O Brasil e o mundo perdem um de seus maiores cartunistas.

        Restam, diante de mais esta tragédia, as perguntas:

        ¾ Senhores governantes, até quando?

        ¾ Quantas vidas ainda faltam para que seja colocado um basta na violência?

 

RICARDO VIVEIROS

Presidente do Conselho Consultivo

do Salão Internacional de Piracicaba

 

ZÉLIO ALVES PINTO

Vice-presidente do Conselho Consultivo

do Salão Internacional de Piracicaba

sexta-feira, 12 de março de 2010

O HOMEM E O JACARÉ...

 

QUAL DELES É O MAIS PERIGOSO?



ONTEM (11/03/2010) VI PELA TELEVISÃO A NOTÍCIA DE MAIS UMA MALDADE PRATICADA CONTRA OS ANIMAIS.


TRATA-SE DE UM "ESPORTE" NO QUAL O "ESPORTISTA" LUTA, DENTRO DE UMA PISCINA, COM UM JACARÉ ATÉ LEVÁ-LO À EXAUSTÃO, E POR FIM CONSEGUE DOMINÁ-LO.


ESSA CRUELDADE É RECOMPENSADA COM MUITOS DÓLARES!


EU JÁ CONSIDERO O "BOX", "LUTA LIVRE", OU OUTRO ESPORTE QUE O VALHA, UMA VIOLÊNCIA GRATUITA E IRRACIONAL. MAS DIZEM QUE É BONITO... ENFIM, É UMA PRÁTICA VOLUNTÁRIA ENTRE HOMENS, QUE ESTÃO PLENAMENTE CONSCIENTES DOS SEUS ATOS E SE COMPRAZEM COM ESSES ESPORTES VIOLENTOS, QUE SÓ AGRIDEM A ELES MESMOS.


POR ISSO, POR MAIS ABSURDO QUE ME PAREÇA SER, EU RESPEITO.


MAS E O JACARÉ?


O POBRE ANIMAL NÃO TEM ESCOLHA AO SER SUBJUGADO

PELO HOMEM QUE O OBRIGA A ESSA LUTA INÚTIL QUE CERTAMENTE O ESTRESSA;  MACHUCA-O PISICOLOGICA E FISICAMENTE...


AH!, QUERIDO POETA PEDRO NAVAS, QUANDO SERÁ QUE OS HOMENS VÃO SE HUMANIZAR?!!!!


NAIR LÚCIA DE BRITTO

Jornalista



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quinta-feira, 11 de março de 2010

O AMOR UNIVERSAL

 

 

QUANDO SÃO FRANCISCO DE ASSIS NOS DISSE QUE O AMOR NÃO AMADO NOS CONDUZIRÁ A DEUS, ELE NÃO SE REFERIU ESPECIFICAMENTE A ESSE AMOR EXISTENTE ENTRE UM HOMEM E UMA MULHER, O QUAL ABRANGE TAMBÉM O AMOR FÍSICO; CRIADO POR DEUS PARA A PROPAGAÇÃO DA ESPÉCIE.


O SANTO QUE SE TORNOU CONHECIDO COMO PROTETOR DOS ANIMAIS REFERIU-SE, SIM, AO AMOR UNIVERSAL, OU SEJA: ÀQUELE AMOR MAIS PURO QUE NASCE NAQUELES QUE SÃO PUROS DE CORAÇÃO...


CREIO QUE NINGUÉM MELHOR QUE O FILÓSOFO PLATÃO PARA TRADUZIR EM POUCAS PALAVRAS A GRANDIOSIDADE DESSE SENTIMENTO...


"O AMOR ESTÁ EM TODA PARTE NA NATUREZA, QUE NOS CONVIDA A EXERCITAR A NOSSA INTELIGÊNCIA; É ENCONTRADO ATÉ NOS MOVIMENTOS DOS ASTROS.


É O AMOR QUE ORNA A NATUREZA DE SEUS RICOS TAPETES; ELE SE ENFEITA E FIXA SUA MORADA LÁ ONDE ENCONTRA FLORES E PERFUMES.


É AINDA O AMOR QUE DÁ PAZ AOS HOMENS, A CALMA AO MAR, O SILÊNCIO AOS VENTOS E O SONO À DOR."


NAIR LÚCIA DE BRITTO

Jornalista



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quarta-feira, 10 de março de 2010

AMAR... SIMPLESMENTE AMAR!

 
O AMOR NÃO AMADO HÁ DE SER...
 
O CAMINHO QUE NOS LEVARÁ A DEUS!
 
OU PERDEREMOS A GLORIOSA OPORTUNIDADE
 
DE SUBLIMAÇÃO.
 
 
SÃO FRANCISCO DE ASSIS.
 
 
Encaminhado por Nair Lúcia de Britto. 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

terça-feira, 9 de março de 2010

MISSÃO DA MULHER...

 
A MISSÃO FEMININA
É ESPINHOSA...
MAS, EFETIVAMENTE,
SÓ A MULHER TEM
BASTANTE PODER PARA
TRANSFORMAR...
ESPINHOS EM FLORES!
 
                       
                    
      (ISABEL CAMPOS)
 
 
Encaminhado por Nair Lúcia de Britto


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

sábado, 6 de março de 2010

NOSSA MÃE

 
CERTA MULHER existe em nosso mundo,
Anjo do nosso pão de cada dia,
Ela foi ver-me quando eu mais sofria,
Inspirada no amor puro e profundo.
 
Desejo retratá-la e me confundo
A palavra terrestre não me guia
"Veio estender-me luz e a dor fugia...
Ao lembrá-la de bençãos me circundo",
 
Levantei-me e indaguei: - Ah! Quem seria
Alguém da Terra que eu não conhecia?
Sei que era um Anjo em estrelas de Luz!...
 
Um mendigo me disse: -- Era MARIA...
Céus!... Eu vira a Nossa Mãe e não sabia
Era sim, NOSSA MÃE, MÃE DE JESUS!
 
                        Cornélio Pires
 
(mensagem psicografada por Francisco Xavier)
 
Encaminhada por Nair Lúcia de Britto
 
 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

sexta-feira, 5 de março de 2010

LEI DA DESTRUIÇÃO

 

LEI DA DESTRUIÇÃO


A Filosofia Espírita explica que quando ocorre uma destruição, na verdade, trata-se de uma oportunidade de renascimento e regeneração. Portanto, destruição não significa exatamente

o que a palavra diz por si mesma. O termo mais correto seria transformação, cujo objetivo é a renovação e melhoramento

dos seres vivos.


Naquilo que chamamos destruição, somente o envoltório é que é destruído. Esse envoltório nada mais é que o acessório da parte principal. A parte principal é o princípio inteligente; e o princípio inteligente não só é indestrutível, como também se aperfeiçoa nas diferentes metamorfoses que vivencia.


A Natureza, porém, nos cerca de meios de preservação e

conservação para que a destruição não ocorra precocemente.

Quando o homem não se utiliza dos recursos que possui com o

objetivo de preservação, ele antecipa esse fenômeno.

 

Uma vez antecipada, a destruição, em vez de aperfeiçoar,

torna-se um entrave para o desenvolvimento do princípio

inteligente.


O homem tem o dever de prolongar sua existência na Terra,

mesmo que ciente de que uma outra vida bem melhor o espera

(refiro-me aos homens justos). Todo homem temo dever de

prolongar sua existência neste planeta a fim de concluir

a tarefa que lhe foi destinada.. Daí o seu instinto de conservação

que o acompanha nas situações difíceis e sem o qual ele se

sentiria facilmente desencorajado.


A voz secreta que vem do seu interior que o motiva a defender a própria vida é um sinal de que ele ainda pode fazer algo pelo seu adiantamento moral.

Quando um perigo o ameaça é uma advertência para que o homem defenda os bens que naturalmente possui; mas, frequente e infelizmente, o homem não entende esse aviso.

 

 

NAIR LÚCIA DE BRITTO

Jornalista.



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quinta-feira, 4 de março de 2010

Esporte ajudou a consolidar identidades no Brasil

 

04/03/2010

Esporte ajudou a consolidar identidades no Brasil

O livro "História do esporte no Brasil: do Império aos dias atuais" revela que o esporte desempenhou funções sociais e mesmo políticas, no Brasil e no mundo.

 

AGÊNCIA NOTISA - Sede da Copa de Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos dois anos depois (2016), o país não só é destaque global absoluto no futebol, como, segundo pesquisadores, os esportes podem ser considerados em sua prática e divulgação como formadores de identidade e unidade nacional. Neste sentido, o livro "História do esporte no Brasil: do Império aos dias atuais", recém lançado pela editora Unesp e organizado pela historiadora e professora Mary Del Priore (Universo/Niterói) e pelo historiador e professor de Educação Física Victor Andrade de Melo (UFRJ), pode ser uma alternativa eficaz para um conhecimento mais abrangente sobre o assunto, no momento, inclusive, em que setores das sociedades civil e política se mobilizam para discutir incrementos às políticas esportivas.   

 

O release enviado pela assessoria de imprensa da Editora da Unesp afirma que a publicação "percorre todos os contextos históricos no qual o esporte está inserido, desde o século 19 até os dias atuais, mostrando o quanto este assunto está ganhando espaço entre os meios de comunicação e as principais publicações". Além disso, seu objetivo principal seria "ajudar a entender melhor a História do Brasil".

 

De acordo com o texto do informe "a publicação mostra a reunião de diversos tipos de classe, gênero e etnia em uma ideia de nação única, em um país que é tão reconhecido pelo seu futebol, principalmente, e seu grande  destaque e sucesso nas diferentes modalidades esportivas". Em entrevista exclusiva para a Agência Notisa, o autor Victor Andrade de Melo faz considerações sobre a pesquisa e a importância do esporte.

 

Notisa – Baseado em suas pesquisas, quais papéis o esporte desempenhou ao longo da história, nas diversas regiões do Brasil?

 

Victor – Não só no Brasil, mas no mundo, o esporte desempenhou várias funções. Políticas, por exemplo, tanto no sentido de organização – mesmo para contraposição de idéias majoritárias (exemplo, equipes de certas categorias profissionais que queriam afirmar suas bandeiras de luta) – quanto no sentido de encaminhar propostas de controle (exemplo, o uso do esporte no âmbito do Governo Vargas, para fins políticos). Mas, talvez seja possível afirmar que a principal função do esporte foi ajudar na consolidação de identidades (de gênero, de classe, de categorias profissionais, bem como locais e nacionais).

 

Notisa – Para o senhor, o esporte desempenhou (e desempenha) uma função de catalisador do sentimento de nação no Brasil?

 

Victor – Sim e é provável que tenha sido um dos principais elementos nacionais a contribuir para a construção do sentimento de nação, graças, fundamentalmente, a seu papel de "performance" pública internacional. No Brasil tal processo fica demonstrado desde o governo Vargas, inserido nas peculiaridades históricas daquele momento e no diálogo com as idéias do antropólogo e escritor Gilberto Freyre, (acerca de um suposto "jeito brasileiro de jogar futebol").

 

Notisa - Além do futebol, os outros esportes também assumem uma posição histórica importante?

 

Sim, assim como o futebol, outros esportes assumiram funções semelhantes. No Brasil, nenhum outro no mesmo grau, com a mesma duração e mesmo com a relevância do velho esporte bretão, mas é bom lembrar que em outros países do mundo, outros esportes ocupam a função de "esporte-rei".

 

Nota da redação: a divisão do livro por capítulos com os respectivos autores está disponibilizada no site do Laboratório de História do Esporte e Lazer do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ em  http://www.sport.ifcs.ufrj.br/destaques/hbesporte2009.html.

 

Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

segunda-feira, 1 de março de 2010

TV CULTURA - QUANDO A TELEVISÃO FAZ BEM!...

QUERO PARABENIZAR A TV CULTURA PELO EXCELENTE E PRIMOROSO DOCUMENTÁRIO DESTACANDO A NECESSIDADE DE TRABALHAR PELO 
BEM-ESTAR DOS ANIMAIS.
 
PARABÉNS A TODOS DEPOIMENTOS BASTANTE ESCLARECEDORES,
REPÓRTERES, CINEGRAFISTAS, ENFIM A TODOS QUE ELABORARAM
ESSE TRABALHO MOSTRANDO QUE SE CUIDARMOS BEM DOS
ANIMAIS E DA NATUREZA ESTAREMOS FAZENDO UM BEM
A NÓS MESMOS, SERES HUMANOS!
 
GOSTARIA DE REVER ESSE DOCUMENTÁRIO E QUE ELE SE REPETISSE
VÁRIAS VEZES PARA CONSCIENTIZAR A POPULAÇÃO E OS GOVERNANTES
DO MUNDO TODO!
 
TODOS NÓS TEMOS O DIREITO DE SER FELIZES; OS ANIMAIS TAMBÉM.
 
A NÓS, SERES HUMANOS, JAMAIS CABERÁ O PAPEL DE ALGOZES!
 
OBRIGADA TV CULTURA! TENHO APRENDIDO MUITO COM VOCÊ!
 
NAIR LÚCIA DE BRITTO
Jornalista.


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

Grito Paulistano

Grito Paulistano : A voz do povo ecoando pelos bairros A 7ª edição da Virada Sustentável em São Paulo, que será realizada de 24 a 27 de ag...