domingo, 31 de maio de 2009

DESCULPE DA NOSSA FALHA

Por falha anterior (de minha inteira responsabilidade) encaminho novamente este poema
maravilhoso em clamor à igualdade de raças.
 
 

L I B E R D A D E !


GRITO PUNGENTE QUE FEBRIL REBOA

NO VASTO CÉU DESTE BRASIL QUERIDO

CUJA POTÊNCIA AUTÊNTICA ATORDOA

CONTENDO A FORÇA BRUTA E O MAL SOFRIDO.


E DA VERGONHA DE UMA ATROZ INJÚRIA

ERGUE-SE UM POVO VARONIL E FORTE

QUE JÁ NÃO TEME DA MALDADE A FÚRIA

VENCENDO A DOR, VENCENDO A PRÓPRIA MORTE!


OH! LIBERDADE, ÉS EXPRESSÃO MAIS BELA

QUE A QUALQUER HOMEM É DADA POR DIREITO

TU ÉS UM BRADO QUE A TODOS NIVELA

NUMA REALIZAÇÃO DE AMOR PERFEITO.


AOS NEGROS DESTE UMA EXISTÊNCIA HUMANA

ABOMINANDO A TRISTE ESCRAVIDÃO

QUE OS RELEGAVA DE MANEIRA INSANA

COMO OS ANIMAIS, QUE AMARGA CONDIÇÃO!


MAS DA JUSTIÇA TU ÉS A PRÓPRIA ESSÊNCIA

E A NÓDOA CRUEL LAVASTE COM LHANEZA *

NUM GESTO DE HUMILDADE E DE CLEMÊNCIA

DE UMA IZABEL QUE SOUBE SER PRINCEZA!


(Sophia Leite Cruz)

 

 

Poema publicado na IX Antologia (A lua e a Pena), da Associação de Poetas e Escritores da Baixada Santista. Encaminhado à P@rtes por Nair Lúcia de Britto.


* Lhaneza = franqueza, sinceridade, afabilidade



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

sábado, 30 de maio de 2009

L I B E R D A D E !

GRITO PUNGENTE QUE FEBRIL REBOA
NO VASTO CÉU DESTE BRASIL QUERIDO,
CUJA POTÊNCIA AUTÊNTICA ATORDOA
CONTENDO A FORÇA BRUTA E O MAL SOFRIDO.
 
E DA VERGONHA DE UMA ATROZ INJÚRIA
ERGUE-SE UM POVO VARONIL E FORTE,
QUE JÁ NÃO TEME DA MALDADE A FÚRIA
VENCENDO A DOR, VENCENDO A PRÓPRIA MORTE!
 
OH, LIBERDADE, ÉS EXPRESSÃO MAIS BELA
QUE A QUALQUER HOMEM É DADA POR DIREITO
TU ÉS UM BRADO QUE A TODOS NIVELA
NUMA REALIZAÇÃO DE AMOR PERFEITO.
 
Sophia Leite Cruz
 
Santista, poetisa e trovadora Sophia Leite Cruz pertencia à Associação dos Poetas da Baixada Santista - APEBS - da qual foi fundadora. Editava o jornal literário"O Espaço" desde 1994. Recebeu várias premiações em Santos.
Em 1992 lançou seu livro de poesias "Um Grande Sonho", premiado como o
melhor livro de poesia clássica de 1997 pela Sociedade de Cultura Latina  do
Brasil (Mogi das Cruzes/SP.)
Era uma das pessoas mais queridas e admiradas entre os poetas santistas
que se reuniam na APEBS, para trocar idéias e divulgar seus trabalhos em livros publicados e custeados por eles próprios.
Trabalhou em defesa da poesia até nos deixar, com muita saudade...
 
                                À querida Sophia, minha carinhosa homenagem.
                               
                                                 Nair Lúcia de Britto
                                                     
 
                    


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

Dia dos Namorados


DIA DOS NAMORADOS

 
 
 

Maria José Aranha de Rezende era uma cronista da cidade de Santos e colaborava assiduamente para o Jornal A TRIBUNA, daquele município.

Ela parecia uma mulher frágil, mas era uma pessoa forte e, sobretudo, doce; Impregnava doçura em seus textos literários.

 

Uma criatura que nasceu para dar amor, sem se preocupar se recebia amor. Para ela o importante nesta vida era amar não só o namorado ou o marido, mas o irmão, um amigo, um parente; alguém com as mesmas afinidades, os mesmos objetivos; que lhe devolvesse afeto.


Zézinha de Rezende, como era carinhosamente chamada, deixou muita palavra amiga publicada em livros... e muita saudade aos leitores que gostavam de ler as suas crônicas publicadas aos domingos.


Certa vez, quando o Dia dos Namorados se aproximava, uma de suas leitoras pediu-lhe que escrevesse uma crônica que ensinasse como encontrar a nossa alma gêmea, pois ela, a leitora, não conseguia encontrá-la. A cronista, então, respondeu:


"Como poderemos adivinhar, entre tantas almas, aquela que será irmã da nossa? É claro, minha amiga leitora, que não pretendo solucionar essa estranha pergunta, mas tentarei tecer em torno dela algumas divagações...


"Essa alma, todos havemos de tê-la, sem dúvida. O que é difícil é encontrá-la no meio da multidão que nos rodeia e, principalmente, reconhecê-la...


"Nos detemos muitas vezes apenas no atrativo das aparências das fisionomias e, quantas vezes, numa aparência menos cativante não se esconde uma outra personalidade capaz de doar um mundo de devotamento, de sacrifício e de amor!


"Penso que é necessário uma perspicácia muito aguda para podermos adivinhar, numa inflexão de voz, numa simples minúcia, num gesto, num olhar a nesga dessa alma que dorme no seu íntimo.


"É necessário quase nos tornar um escafandrista de almas, nessa incessante procura tão passível de desencontros e enganos!


"Quantas vezes isso acontece, quando sentimos que embora cruzando o mesmo caminho, passamos por ela sem detê-la e lamentamos, depois, a sua ausência sem remédio...


Como constatar, então, quando nos depararmos, inconscientemente, da nossa alma gêmea? Maria José explica:


Ele ou ela se "sentirá preso de uma alegria imprevista, como que tocado por uma misteriosa irradiação, sentindo o conceito exato da felicidade.


É nesse momento fugáz que reside a perspicácia para que, "jamais possa se lamentar como aquele poeta: Só depois que partiu me contou quem era, e nunca mais eu me senti feliz!"


Que a doce Maria José, na sua força de anjo bom, ilumine os escritores e os poetas para continuar a missão que ela deixou, de transmitir paz, amor e sabedoria... que a Terra tanto precisa.


Que as empresas de Comunicação abram suas portas para todos, desde os mais ilustres poetas aos mais humildes porque coube a eles a missão de transmitir o bem.


Deixar que um poeta guarde seus versos mofando numa gaveta é o mesmo que cortar as asas de um passarinho para que ele não possa voar livremente... é negar-lhe a imensidão do céu azul e o próprio ar! É o mesmo que estar cheio de luz e não poder brilhar!


NAIR LÚCIA DE BRITTO.



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quinta-feira, 28 de maio de 2009

IGUALDADE RACIAL

 
No próximo dia 31 de maio acontecerá na cidade de Santos a
II CONFERÊNCIA REGIONAL DE IGUALDADE RACIAL DA BAIXADA SANTISTA.
 
Participarão desta Conferência nove cidades da Baixada Santista
e será um encontro preparatório para a II Conferência Nacional de Promoção de Igualdade Racial (CONAPIR), que tem data prevista para 25, 26, 27 e 28 de junho de 2009, em Brasília.
 
Aqueles que quiserem participar do encontro realizado em Santos deverão inscrever-se e solicitar maiores informações pelo telefone (13) 3202-1890. As vagas são limitadas.
 
A Conferência regional será realizada na Escola Municipal João Papa Sobrinho, sito na rua Goiás, 145, no bairro do Gonzaga, em
Santos.
                                       NAIR LÚCIA DE BRITTO
 
 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Famlia Yared convida audência

 

Convite para audiência pública:

A família Yared convida autoridades civis, militares, religiosos de todas as confissões, dirigentes sindicais, partidários e de ONGs, imprensa e população em geral, para se fazerem presentes na audiência pública que se realizará neste sábado (dia 30 de maio), ínicio as 10h30, no calçadão da rua XV de Novembro (Luiz Xavier), esquina com a praça Osório. O tema central será em torno do apelo para a Assembléia Legislativa do Paraná, para que esta tome uma decisão exemplar no caso da primeira cassação da sua história, com ênfase para nova denúncia pública e pedido de providências que serão feitos pelo advogado Elias Mattar Assad.

As autoridades presentes serão citadas nominalmente e iniciará com uma oração ecumênica. Em seguida será aberta a palavra aos inscritos (no próprio local) para manifestos em defesa das famílias brasileiras.

Os trabalhos serão encerrados com reconvocação para que todos se façam presentes na Assembléia Legislativa do Paraná, por ocasião do julgamento do processo de cassação do Deputado Ribas Carli Filho.

Atenciosamente.
Gilmar e Cristhiane Yared

terça-feira, 26 de maio de 2009

QUEM SOMOS NÓS?

 

"A Ciência está mais próxima de comprovar a existência de Deus e de um poder que vai além de nossa compreensão. Para os cientistas, Deus não é um ser tirano que castiga o pecador, mas uma força superior que não precisa ter nome. Ele, porém, existe e pode influenciar nos acontecimentos.

"A fé, independentemente da religião, é decisiva para atingir o que procura. Cada pessoa tem o poder dentro de si e pode fazer com que todos os seus desejos se tornem realidade.

"A ferramenta para isso? O CÉREBRO!", diz o jornalista Vladimir Maluf, em reportagem para a revista "Estilo Natural" (Editora Símbolo – edição 33).


Essa definição foi inspirada no filme "Quem Somos Nós?" (What The Bleep do We Know?), lançado em DVD, pelos EUA, em 2005. Parcialmente o filme é um documentário. Através de uma história em que Marlee Matlin (atriz que ganhou Oscar de melhor atriz por "Filhos do Silêncio"), interpreta a personagem de Amanda, uma mulher que se entrega à depressão e busca a solução em vários comprimidos.


No entanto a história se desenrola com muito bom humor e fantasia, cercada de alegres efeitos especiais para chamar atenção do espectador para que o filme não se torne monótono ou cansativo.

A personagem passa por uma fantástica experiência do tipo "Alice no País das Maravilhas", onde ela descobre paulatinamente um mundo diferente e de valores ocultos.

Aos poucos, Amanda aprende a relaxar e vislumbra dentro de si mesma a capacidade de dominar seus medos. De medrosa e insegura ela passa a sentir-se uma pessoa forte, adquirindo poderes até então desconhecidos.


Paralelamente ao conteúdo lúdico do filme, quatorze cientistas e místicos são entrevistados ao longo do documentário. Todos eles, cada qual com seu estilo e suas idéias científicas, filosóficas e religiosas, são unânimes em afirmar sobre a existência de Deus! E, mais, que a nossa mente é capaz de mudar o nosso destino. É esta a força interior que todos nós possuímos, basta querer entrar em conexão com ela.


"Pedir ao ser humano para explicar Deus é o mesmo que pedir a um peixe que ele explique a água em que ele vive", diz o psicanalista Alan Wolf.


Para o cientista Willian Tiller, da Stansford University, é difícil para as pessoas acreditarem em Deus, ou uma realidade da qual não estamos acostumados a lidar e que não tenha uma explicação palpável. "É aí que está o erro!", alerta o cientista.

Segundo Tiller, o pensamento negativo é o que geralmente predomina; e se permitirmos que que ele nos domine, as células (que são as menores substâncias que compõe nosso corpo) serão atingidas por um bombardeio químico criado pelo pessimismo.

 

Não é fácil manter-se otimista diante de tantas catástrofes do cotidiano, mas é imprescindível que se reflita sobre o que dizem os cientistas, porque é a descrença, o pessimismo e a tristeza, o ódio, o desejo de vingança; enfim, todos esses sentimentos negativos é que são um dos grandes responsáveis por essas mesmas catástrofes e por doenças graves, como o câncer.


Na mesma matéria "Entre o Céu e a Terra", Vladimir documentou vários depoimentos que vale a pena não só relembrar como também não esquecer:


"As religiões tendem a criar divisões entre elas, porém se todas tiverem como princípio o AMOR, deverão viver em harmonia. A placa na porta de um espaço onde religiosos estão reunidos, não importa", disse Dalai-lama em sua visita ao Brasil.


" Não é possível colocar Deus num laboratório, para comprovar sua existência", diz o padre católico Cláudio Scherer. "Alguns cientistas acreditam que o mundo é resultado de um mero acidente. Outros chegam à conclusão óbvia que um mundo tão perfeito precisa ter sido pensado." "Quem não acredita numa vida após a morte física sente-se caminhando em direção ao fracasso (à morte)."


"Precisamos nos acolher, nos aceitar, não querendo ser diferente, mas gostando de nós mesmos para poder gostar dos outros. No momento em que a heroína do filme de "Quem Somos Nós" se encontra consigo mesma começa um momento mágico para a personagem", diz a monja budista Shingetsu Coen. "Todo o universo está conectado – afirma a monja – Nada existe por si só. Somos responsáveis pela realidade em que vivemos, pois somos nós que a transformamos."


Wladimir Lisso, diretor da assistência espiritual da Federação Espírita do Estado de São Paulo revelou o seguinte: "Os pensamentos negativos transmitidos pelo cérebro podem desiquilibrar o metabolismo, gerando distúrbios mentais e físicos. A educação dos sentimentos podem transformar a realidade.

"A partir do momento em que passamos a cultivar sentimentos positivos qualificados pelo amor é que reflitiremos ao mundo exterior, por meio de pensamentos, palavras e ações.

"As palavras têm uma carga de sentimentos que podem ajudar ou prejudicar uma pessoa. Transmitir vibrações de amor por meio de palavras alivia males físicos e morais."

Voltando ao filme, o cientista japonês Masaru Emoto usou a molécula da água (o mais receptivo dos quatro elementos da Natureza) para provar a influência vibracional das palavras. Aplicou estímulos mentais e fotografou as moléculas vistas com miscroscópio. Primeiro retratou a molécula da água retirada de uma represa. A seguir o líquido foi benzido por um monge budista. A foto que foi tirada após essa bênção mostrou que a molécula estava totalmente alterada. Comparando as duas fotos da mesma molécula observou-se que o formato, antes disforme, transformou-se num desenho geométrico.

Depois, o cientista colocou palavras impressas em papel dentro de garrafas com água destilada. As palavras eram: amor, obrigado... e repetiu a experiência. O resultado foi maravilhoso. As moléculas se transformaram em figuras que eram verdadeiros mosaicos, lembrando cristais.

Ao fazer o mesmo teste usando palavras negativas o resultado foi assustador!


O que o filme questiona é que se foi provado cientificamente que as palavras e pensamentos podem fazer isso com as moléculas da água, devemos lembrar que o nosso corpo é composto de 90% de água. Nesse caso, o que pode acontecer conosco diante dos acontecimentos que nos cercam?


O segredo para nos defendermos das energias negativas está no pensamento positivo, está na fé, no amor; está em permitir que Deus entre em nossos corações e trabalharmos sempre pelo Bem e pelo progresso da humanidade.


Deus disse: "Ajuda-te a ti mesmo, que eu te ajudarei!"



NAIR LÚCIA DE BRITTO.



Quer uma internet mais segura? Baixe agora o novo Internet Explorer 8. É grátis!

domingo, 24 de maio de 2009

SANTA RITA DE CÁSSIA

 

Quero parabenizar a SANTA CECÍLIA TV, que funciona em conjunto com a Faculdade Santa Cecília de Santos, pela apresentação do belíssimo filme "SANTA RITA DE CÁSSIA" (I LOVE CRISTO), uma superprodução italiana, do ano de 2004, mas que, como eu, muitos não conheciam.

O filme conta a história da vida de Santa Rita de Cássia, uma religiosa que se tornou a santa das causas impossíveis e uma das personagens mais importantes da história do Cristianismo.


Quando jovem casou-se com um rapaz de uma importante família da região de Cássia, terra natal de Santa Rita, cujos princípios pregavam a violência para resolver quaisquer assuntos.

Mesmo assim, apaixonada por esse rapaz, ligou seu destino a ele pelos sagrados laços do matrimônio acreditando que poderia lançar no coração dele o amor e o perdão em lugar dos sentimentos de ódio e de vingança.

Casado com Rita, de fato, o rapaz começa a admirar a personalidade amorosa da esposa e abandona as idéias de violência com as quais fora educado por sua família. Mas, por causa disso, o marido de Rita é assassinado.


Rita de Cássia enfrenta um grande sofrimento com a perda do esposo a quem adorava e se dedica aos dois filhos que tivera com ele; porém uma peste que atingia os moradores de Cássia leva também seus meninos. Rita busca refúgio num convento de freiras; a princípio não foi aceita, mas milagrosamente ela é transportada para lá... quando então é recebida de braços abertos.


Santa Rita dedicou sua vida ao amor ao próximo; e numa atitude exemplar de perdão salva a vida do assassino do seu próprio marido. Essa demonstração de fé e caridade comovem o corações das famílias rivais de Cassia; e a paz substituiu a violência.


NAIR LÚCIA DE BRITTO



Novo Internet Explorer 8: mais rápido e muito mais seguro. Baixe agora, é grátis!

sábado, 23 de maio de 2009

ESPIRITUALIDADE

É lamentável a descrença e o descaso de alguns, em relação à ESPIRITUALIDADE.
Ela é a única porta de salvação dos seres humanos que habitam neste planeta,
Terra, tão carente de evolução.
Devo esclarecer que quando escrevo sobre esse assunto, além de muitos outros, não estou pregando nada; estou apenas manifestando minha linha de pensamento, voltada para o Bem.
Penso que todos têm o direito de concordar comigo, ou não, mas dentro do devido respeito que merece todo cidadão.
 
                                                        NAIR LÚCIA DE BRITTO 


Quer uma internet mais segura? Baixe agora o novo Internet Explorer 8. É grátis!

CONEXÃO ESPIRITUAL

Realiza-se, hoje, 23 de maio, às 16 horas, a CONEXÃO ESPIRITUAL, no Espaço da Vida e Consciência do Rio de Janeiro. O evento está comemorando os dois anos do referido espaço; ao mesmo tempo em que manifesta a importância da evolução espiritual como valioso instrumento contra a violência.
 
Estarão juntos, pela primeira vez, Zibia, Luiz e Irineu Gasparetto. 
De início, Zíbia dará uma palestra explicando sobre as manifestações mediúnicas entre elas: a pintura e a música.
 
Em seguida, Luiz Gasparetto executará pinturas mediúnicas durante 40 minutos, cujos detalhes poderão ser observados nos telões.
Após breve intervalo,  Irineu Gasparetto, por sua vez, tocará violão também através de inspiração mediúnica.
 
Zibia explica que o sucesso de seus livros deve-se às mensagens psicografadas que, dentro de uma história, ajudam as pessoas a lidar melhor com a vida, além de incentivá-las à prática do Bem. Ela doa todos os direitos autoriais de seus livros  para a Editora Vida e Consciência, a fim de dar oportunidade a outros talentos (nacionais ou estrangeiros)
mesmo que desconhecidos.
 
Os livros não precisam ser necessariamente psicografados nem é questionada
qual é a religião do autor. O importante é que a mensagem seja sempre positiva. Para avaliar as obras que chegam à Editora, ela conta com a ajuda de sua filha Silvana Gasparetto, diretora executiva da Editora.
 
                                                                    NAIR LÚCIA DE BRITTO.


Novo Internet Explorer 8: mais rápido e muito mais seguro. Baixe agora, é grátis!

A IRREFUTÁVEL REVELAÇÃO...

A IRREFUTÁVEL REVELAÇÃO...
(Autor: Antonio Brás Constante)

Neste momento toda a atenção do mundo está voltada para uma só pessoa. Um senhor de 89 anos, de origem humilde, morador do interior do Estado do Rio Grande do Sul. Um homem conhecido em sua região, apenas como Seu Artêmio.

Há algumas semanas atrás, finalmente foi decifrada, de forma clara, parte de uma das profecias de Nostradamus. Fato que coincidiu com o achado de uma carta feita na época de Cristo, escrita por apóstolos e pela descoberta de algumas inscrições Maias.

Analisadas as três escrituras, constatou-se que se referiam ao mesmo assunto. Falavam sobre uma pessoa, que em um certo momento e em um determinado lugar, receberia a inspiração necessária para esclarecer-nos sobre a origem da humanidade. A pessoa em questão era o Seu Artêmio.

Ele foi o escolhido, para que através de uma única pronuncia, pudesse responder sobre quem somos, de onde viemos e qual é nosso papel neste plano material.

Seu Artêmio se mostra calmo e contemplativo, imerso em seus pensamentos. Totalmente indiferente aos milhares de repórteres ao seu redor e câmeras que filmam o seu semblante. A qualquer momento ele deverá falar e o que disser guiará nossos passos. Abrirá nossos olhos sobre o verdadeiro sentido de nossa existência. Esperem, parece que ele vai dizer algo...

- A...

Sim, Seu Artêmio, diga: “A” o quê? A humanidade? A origem da vida? Parece por uns instantes que ele não vai conseguir falar. O que é mais do que compreensível. Dada a responsabilidade advinda das suas próximas palavras. Todos estão esperançosos. O silêncio é total. Os corações de bilhões de pessoas batem descompassados. O nervosismo está estampado em cada rosto, diante da grande revelação sobre algo que, provavelmente, será a comprovação de nossa origem divina. Vamos, Seu Artêmio, diga-nos qual o sentido da humanidade? De sua boca saíra, afinal, o que nós, seres humanos e racionais, realmente somos. Meu Deus! Ele vai falar. ELE VAI FALAR!

- A... A... AAAAAATCHIIIIIIMMMMMMM…

(P.S: as profecias também falavam sobre um livro, denominado: “Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE”, que seria lançado em junho de 2008, por um escritor chamado: Antonio Brás Constante e que mudaria a vida de todos aqueles que lessem o seu conteúdo. Resta-nos esperar para ver se as profecias se concretizam...).


E-mail: abrasc@terra.com.br

Site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc

NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Valeu pela preferência".

ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

sexta-feira, 22 de maio de 2009

ABRA AS ASAS, E PODE VOAR

(Tributo a Zé Rodrix)

 

Já fazia tempo que eu sequer ouvia falar dele. E pensar que ele foi um dos principais ícones do rock "pé na estrada" no fim dos anos de 1960, para logo depois transformar-se, pela voz mágica de Elis, num dos principais nomes da música brasileira dos anos de 1970.

Junto com Sá e Guarabyra, ele começou a mudar a cara do rock brasileiro. Depois, resolveu seguir carreira independente, "para o bem de todos, e felicidade geral da nação"!

Junto com Tavito, compôs o hino de quase todos que vivem a loucura das cidades: "Eu quero uma casa no campo!". Também quis o "silêncio das línguas cansadas" e "um filho de cuca legal", mas reconheceu que "de vinte em vinte anos, aparece no mundo uma nova geração. Mas de quarenta em quarenta é que todas as coisas se repetem".

Ele foi inteligente, eclético, irônico, criativo, além de empresário bem sucedido, na área publicitária, com "jingles" que permanecem na memória de todos os que cantaram: "Enquanto o mundo perde a forma, eu me encontro em mim", ou: "Só tem amor, quem tem amor pra dar!".

Creio que não seria exagero classificá-lo como fora de série.

Apesar de seu ritmo de produção meio paulistano, que beirava a inconsequência, ele não negava sua origem carioca: "meu caminho pro trabalho é um pouco mais comprido: eu vou sempre pela praia, que é muito mais divertido".

Aí, não sei bem o motivo, ele sumiu de cena. Dedicou-se somente à publicidade, escreveu livros. Li um deles e, a não ser por algumas influências ideológicas que o tornaram um pouco tendencioso, pude constatar que ele também era um ótimo contador de histórias, daqueles que têm o dom de nos colocar "dentro" de suas obras.

Suas apresentações viraram bissextas. Não sei se a mídia o esqueceu; se ele não soube adaptar-se ao gosto duvidoso do mercado fonográfico atual; ou se, simplesmente, ele cansou da rotina de shows que o superexpuseram nos meios de comunicação.

Então, ele, Sá e Guarabyra resolveram rejuntar os trapinhos: show!

Logo em seguida, ele fez apresentações individuais; trouxe o parceiro de primeira hora, Tavito, de volta ao mesmo palco; lançou a filha, como compositora e intérprete; dançou ritmos latinos com a desenvoltura e o "swing" de um bailarino de mambo: "Soy latino americano e nunca me engano"; usou e abusou da voz, sempre potente; brincou com a platéia; anunciou novas parcerias... Zé Rodrix estava de volta, abrindo novas portas, pronto para voar!

Aí, vem a notícia: Zé Rodrix nos deixou...

Ele nos fez sonhar, "viajar" sem sair do lugar, a não ser para dançar. Bem que ele podia ficar mais tempo conosco, mas ele sempre decidiu seu caminho.

Lembrei, então, da letra de uma de suas músicas que eu mais gosto:

Seu contexto era outro, mas creio que cabe perfeitamente nesse momento em que ele nos deixa, mais uma vez, órfãos da música brasileira de qualidade: "A porta estava aberta e, por mais triste que seja, eu não quero nem tentar lhe segurar... Abra as asas, e pode voar. Boa viagem!".

Adeus, grande Zé Rodrix! 

 

Adilson Luiz Gonçalves

Mestre em Educação

Escritor, Engenheiro, Professor Universitário (UNISANTOS e UNISANTA) e Compositor

Home page: www.algbr.hpg.com.br

Músicas: br.youtube.com/adilson59

E-mails: adilson@unisantos.br e prof_adilson_luiz@yahoo.com.br

Desde quando cantar é crime?

 

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Caso Deputado Carli - Nota 4

 
 
   

Nota para a imprensa



A familia Yared pelo advogado subscritor, comunica que, através do CRMPR e com acompanhamento deste, está pedindo ao Hospital Evangélico de Curitiba que instaure uma investigação interna, presidida pelo seu médico mais antigo e integrada por representantes de cada um de seus poderes estatutários, inclusive entidades mantenedoras. O pedido foi protocolizado no Conselho de Medicina e objetiva resgatar cientificamente a verdade dos fatos ocorridos envolvendo atendimento do Deputado Ribas Carli. Neste mesmo pedido clamam por rigoroso acompanhamento ético do Conselho evitando assim que o episódio possa atingir a classe médica.

Neste final de semana, observamos que estão sendo implantadas, em veículos de comunicação, opiniões tidas como de "especialistas" que tratam o caso como "culposo" resultante de mera "imprudência". Tentam ressuscitar uma tese retrógrada, já repudiada pela doutrina e jurisprudência (há mais de 15 anos) bastando pesquisar decisões dos Tribunais do RS, SC, PR, SP, RJ, MG ou Superiores que de longa data rechaçaram os "velhos mantras" da impunidade dos crimes de trânsito. como se dissessem unanimemente: IMPRUDÊNCIA TEM LIMITES! Quem deve avaliar, caso a caso, é o Tribunal do Júri. Portanto, recomenda-se aos "especialistas da impunidade" que escolham obras mais atuais para suas pesquisas, LEIAM MENOS E REFLITAM MAIS, pós-graduando-se também na realidade circundante, sob pena de obsolescência. Este caso será um divisor de águas.

Finalmente, as imagens feitas pela família do Deputado, onde ele aparece se convalescendo de cirurgias plásticas reparadoras, seguindo-se de entrevista com sua mãe, a família Yared reafirma, o que desde o início apregoou, ou seja, votos de que ele se recupere e possa responder pelos seus atos.

Atenciosamente,

Elias Mattar Assad
OAB/PR 9857




Geen virus gevonden in het binnenkomende-bericht.
Gecontroleerd door AVG - www.avg.com
Versie: 8.5.329 / Virusdatabase: 270.12.33/2120 - datum van uitgifte: 05/18/09 06:28:00

Mesa-Redonda promovida pelo Museu do Futebol debate a criação, implantação e perspectivas futuras da instituição


Mesa-Redonda promovida pelo Museu do Futebol debate a criação, implantação e perspectivas futuras da instituição

Além do encontro, que faz parte do calendário da 7ª Semana Nacional de Museus, entre os dias 17 a 23 de maio o Museu oferece visitas monitoradas sem a necessidade de agendamento prévio.

Na quinta-feira, dia 21/05, o Museu do Futebol – instituição do Governo do Estado de São Paulo, localizado no Estádio do Pacaembu – promove a Mesa-Redonda "O Museu do Futebol: implantação, cotidiano e perspectivas". A proposta do encontro é promover um diálogo sobre o processo de implantação do Museu do Futebol e apresentar um balanço dos primeiros meses de funcionamento, discutir suas particularidades, perspectivas e interseções com o turismo na cidade de São Paulo e no Brasil.

O evento, que acontece às 16h no Auditório Armando Nogueira, conta com as participações do arquiteto responsável pelo projeto do Museu do Futebol, Mauro Munhoz, que relata as premissas adotadas para as adaptações do Estádio do Pacaembu para receber o Museu. O enfoque é a requalificação de um patrimônio tombado e seu entorno. Cristina Bruno, museóloga e vice-diretora do MAE/USP, trata do processo de implantação do Museu sob a perspectiva museológica.

Já Aline Delmanto, Gerente de Planejamento e Estruturação do Turismo da São Paulo Turismo, fala sobre o panorama do setor na cidade de São Paulo e como o Museu do Futebol contribui para os resultados de visitação à cidade. Para fechar o encontro, Leonel Kaz, Diretor Executivo do Museu do Futebol, discorre sobre o histórico da concepção e implantação, casos e curiosidades do cotidiano, e perspectivas para o futuro do Museu.

No mesmo período, com exceção de segunda-feira dia 18/05, o Museu oferece visitas monitoradas sem a necessidade de agendamento prévio. São quatro horários, 10h30, 12h30, 14h00 e 16h00, para atendimento de grupos espontâneos de até 40 pessoas. A visitação será gratuita na quinta-feira, dia 21.

As atividades fazem parte do calendário da 7ª Semana Nacional de Museus, promovida pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan) e a Associação Brasileira de Museologia (ABM). Este ano, serão mais de 2 mil eventos em todas as regiões do país e o tema central é Museus e Turismo. As atividades ocorrem entre os dias 17 e 23 de maio.

A Semana Nacional de Museus tem o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade. Além de dar a oportunidade para que essas instituições tenham o seu potencial reconhecido. Os eventos contam com programação diversa: projetos educativos e culturais, visitas monitoradas gratuitas, palestras, seminários, projeções de filmes, oficinas, espetáculos teatrais e shows, gincanas e outras inúmeras ações.

Sobre o Museu do Futebol

Com a curadoria do jornalista Leonel Kaz, o museu tem sua visitação baseada em três pilares: emoção, história e diversão. Fotos, vídeos, áudios e interatividades é a fórmula que encanta os visitantes e que deixou admirado o presidente da FIFA, Joseph Blatter, que declarou: "Estou muito impressionado com este Museu do Futebol. Porque não é um museu, é vivo!"

Desde a sua inauguração, o Museu do Futebol já atraiu mais de 220.000 pessoas e a imprensa do mundo todo, da revista Veja ao jornal norte-americano The New York Times, o francês Le Monde e o inglês The Guardian.

O Museu do Futebol é uma organização social vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado. Sua realização se deu com recursos do próprio Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo – por meio da Secretaria de Esportes e da São Paulo Turismo – a partir do projeto concebido pela Fundação Roberto Marinho em parceria com Telefônica, AmBev, Visanet, Santander e Rede Globo, sob os auspícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

Programação do Museu do Futebol - 7ª Semana Nacional de Museus:

· Visitas Guiadas

Entre os dias 17 e 23 de maio (com exceção de segunda-feira, dia 18) o Museu do Futebol oferecerá visitas mediadas sem a necessidade de prévio agendamento. O Núcleo de Ação Educativa atenderá grupos espontâneos de até 40 pessoas.

Horários: 10h30, 12h30, 14h00 e 16h00.

Visitação gratuita na quinta-feira.

· Dia 21/05 – Mesa Redonda "O Museu do Futebol: implantação, cotidiano e perspectivas"

Horário: 16h

Auditório Armando Nogueira

Participantes:

- Mauro Munhoz (Arquiteto responsável pelo projeto do Museu do Futebol)

Tema: Partidos adotados nas adaptações do Estádio do Pacaembu para receber o Museu do Futebol, enfocando o papel desses processos para a requalificação de um patrimônio e seu entorno.

- Cristina Bruno (Museóloga e vice-diretora do MAE/USP)

Tema: Processo de implantação do museu sob a perspectiva museológica. Desafios, paradigmas, inovações, etc. intrínsecos à tipologia do Museu do Futebol.

- Aline Delmanto (Gerente de Planejamento e Estruturação do Turismo São Paulo Turismo)

Tema: Panorama do turismo na cidade de São Paulo enfocando como o Museu do Futebol contribui para esses resultados.

- Leonel Kaz (Diretor Executivo do Museu do Futebol)

Tema: Histórico da concepção e implantação; casos e curiosidades do cotidiano; perspectivas para o futuro do Museu do Futebol.

Museu do Futebol / Governo do Estado de São Paulo

Local: Estádio do Pacaembu (Praça Charles Miller, s/n)

Preço: R$ 6,00 (R$ 3,00 a meia entrada para estudantes e idosos)

Entrada gratuita às quintas-feiras

Horário: das 10h às 18h

Bilheteria: das 10h às 17h

Site: www.museudofutebol.org.br

Telefone: (11) 3663-3848

*Consulte o horário em dias de jogos

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Qual a fórmula da educação de qualidade?

 

 

Qual a fórmula da educação de qualidade?

 

                                                                                        *João Luís de Almeida Machado

 

Imaginem uma sala de aula convencional, como tantas que conhecemos, inclusive aquela em que você estudou ou que estudaram seus pais. O que lhe vem à cabeça? Uma mesa de professor tendo às costas um quadro negro? Fileiras de carteiras? O andamento da aula, com os alunos voltados para o professor, prestando atenção ao que é por ele ensinado? Atividades e tarefas sendo colocadas na lousa para que os alunos trabalhem individualmente e em silêncio?

 

Pois esta é a escola de ontem e que continua sendo aquela que está em uso nos dias de hoje na maioria das cidades do país e em várias partes do mundo. E, creiam, continuará ainda a ser a dura realidade pela qual terão que passar milhões de estudantes. Sua perspectiva continuará sendo retilínea (olhar para a lousa e para a cabeça de seu companheiro instalado a sua frente), individualista, pautada naquilo que o professor (o detentor dos conhecimentos) estiver ensinando e, em grande parte dos casos, repetidora de conteúdos.

 

Faltam então as inovações tecnológicas? Computadores e Internet seriam a resposta adequada? Precisamos equipar as escolas com modernos "gadgets" (termo usado pelos especialistas em tecnologia para falar sobre os recursos eletrônicos incorporados ao cotidiano), como câmeras digitais, netbooks, redes wireless, scanners e tantos outros instrumentos de alta tecnologia para que surja a escola do futuro? Ou será que nos faltam revolucionários métodos de ensino que estimulem o processo de ensino-aprendizagem, gerando verdadeiro interesse e participação dos estudantes? Neste caso, seriam necessários também materiais didáticos inovadores e o preparo dos professores para seu uso, não é mesmo?

 

Talvez a resposta esteja na melhoria das relações entre professores e alunos. Quem sabe um aprofundamento em psicologia e relações humanas para os docentes acabe promovendo um intercâmbio, uma ponte bem constituída para a efetivação da educação nas salas de aula brasileiras.

 

Outra possibilidade pensada por muitos se refere à ideia de que para tudo modificar é preciso melhorar a qualidade do trabalho dos gestores das redes e escolas brasileiras. Se tivermos por parte dos gestores maior foco e cobrança - tanto em relação a eles quanto deles sobre os professores e demais profissionais da escola -, planejamentos e execução meticulosa de projetos educacionais, iremos obter melhores resultados nas salas de aula. Há também os que pensam ser indispensável aumentar a participação dos pais na vida escolar dos filhos, não apenas na questão das notas, mas também conhecendo os professores, participando de eventos etc.

 

Existem ainda aqueles que acreditam que a escola precisa estar mais atenta às mudanças da clientela que atende, ou seja, de seus alunos. Os estudantes do século XXI têm outro perfil, são mais ligados na informação, mas não sabem transformar todos os dados aos quais têm acesso em conhecimento. Como lidar com isto? E mais: de que forma tornar as escolas palatáveis aos olhos desta geração tão plugada e íntima das tecnologias? Desprezar esta realidade é sacrificar qualquer tentativa de melhorar a qualidade da educação no país.

 

Outra corrente advoga a ideia da aproximação entre Educação e Cultura para que ocorra um aprendizado lúdico, diferenciado, verdadeiramente estimulante aos olhos dos estudantes e mesmo dos professores. Cinema na escola, teatro, artes plásticas, música, dança e literatura deveriam ser colocados em pauta e transformados em meios e recursos para tornar nossas salas de aula locais em que a aprendizagem realmente acontece.

 

Não podemos ignorar os esforços que já estão sendo realizados para "mensurar" a educação e permitir que, através das informações coletadas, possamos entender os dilemas de nosso sistema educacional para resolver seus problemas. Há quem acredite que este esforço inicial de compreensão dos problemas educacionais a partir de exames nacionais, estaduais ou municipais das redes, escolas, professores e alunos já é mais de meio caminho andado rumo às soluções.

 

A formação e atualização dos conhecimentos e práticas educacionais utilizadas pelos educadores é outra forte vertente sempre colocada em pauta quando se discutem soluções educacionais. O assunto envolve ainda discussões sobre salários melhores, reconhecimento do esforço individual e coletivo de redes e escolas, gratificações e bonificações - alguns outros "nós" que estrangulam e impedem uma educação de qualidade.

 

Investimentos em laboratórios e projetos de ciências, bibliotecas e quadras esportivas também são colocados como alternativas importantes. Até mesmo o ensino religioso e as disciplinas que trabalham a filosofia, a sociologia, as relações humanas, a ética, a moral e a cidadania são pensados como projetos importantes.

 

Mas, como podemos realmente efetivar transformações que modifiquem a visão inicialmente apresentada neste artigo e que evidencia uma triste e dura realidade vivida em nossas escolas, com nossos estudantes tendo dificuldades até mesmo para as mais básicas ações, como ler, escrever e fazer cálculos matemáticos? Quem tem razão neste emaranhado de soluções que já estão sendo realizadas de forma isolada em escolas brasileiras? Seria possível apontar um destes caminhos como sendo a chave que irá desencadear a imprescindível revolução pela qual nossa educação precisa passar para alcançar a tão sonhada qualidade?

 

Tive a preocupação de enumerar toda esta série de ideias porque, na realidade, acredito que a escola de nossos sonhos só irá surgir a partir do momento em que conseguirmos concatenar e realizar todas as ações aqui listadas - além de outras tantas a serem sugeridas. Tenho consciência de que isso só acontecerá após planejamento e intercâmbio de experiências, com o apoio decisivo da sociedade e vontade política para tal, com investimentos e, principalmente, num contexto de confiança, solidariedade e disposição real para que esta transformação ocorra.

 

Creio que a educação de qualidade é o elemento decisivo para completar a transição de que o Brasil precisa rumo à justiça social, ao desenvolvimento econômico e à superação de suas mazelas e incongruências. A educação de qualidade poderia legar ao país maior qualificação da mão-de-obra, preparação para o exercício pleno da cidadania, a diminuição dos índices de violência, maior preocupação e ações em prol do meio ambiente, redução dos casos de doenças e gastos com saúde, combate sistemático à corrupção, aumento dos índices de produtividade na economia, inserção mais rápida ao mundo tecnológico, entre tantos outros benefícios.

 

*João Luís de Almeida Machado é editor do Portal Planeta Educação; doutor em Educação pela PUC-SP e autor do livro "Na Sala de Aula com a Sétima Arte – Aprendendo com o Cinema".

 

 

Mais informações:

Ex-Libris Comunicação Integrada

RJ: Cristina Freitas (21) 2204-3230 / 9431-0001 - cristina@libris.com.br

SP: Marco Berringer (11) 3266-6088 r. 223

 

 



Geen virus gevonden in het binnenkomende-bericht.
Gecontroleerd door AVG - www.avg.com
Versie: 8.5.325 / Virusdatabase: 270.12.21/2101 - datum van uitgifte: 05/06/09 17:58:00

poesia (psicografada por Francisco Candido Xavier)


Aos leitores da P@rtes
 
 
SER ESPÍRITA
 
 
Ser espírita é ser clemente
É ter a alma de crente
Sempre voltada para o BEM...
 
É ensinar ao que erra
E, entre os atrasos da terra,
Não fazer mal a ninguém.
É sempre ter por divisa
Tudo que é nobre e suavisa
O pranto, a dor, a aflição
E fazendo a caridade
Evitar a orfandade
O abismo da perdição.
 
Em Deus é ter sempre crença
Profunda, sincera, imensa...
Consubstanciada na Fé
É guardar bem na memória
Os bons conselhos e a glória
De Jesus de Nazareth
 
É perdoar a injúria
É suavisar a penúria
De quem já não tem um pão
É se tornar complacente
Para o inimigo insolente
Tendo por tema o perdão
 
Ser espírita é ser clemente
É ter a alma de crente
Sempre voltada para o Bem
É ensinar ao que erra
Entre os atrasos da Terra
Não falar mal de ninguém!
 
(poesia psicografada por Francisco Cândido Xavier)
Encaminhada por: Nair Lúcia de Britto 
 
 

UMA BELA PORCARIA MUNDIAL

UMA BELA PORCARIA MUNDIAL
(Autor: Antonio Brás Constante)

O mundo anda infestado de epidemias, entre elas podemos citar a epidemia dos noticiários sobre epidemias, as epidemias de violência e desrespeito de adolescentes contra professores, isso sem falar das epidemias que se concentram em regiões especificas, como a atual epidemia de filhos presidenciais que andam se proliferando no Paraguai. Aliás, se o presidente do Paraguai fosse um dedo, provavelmente seria aquele conhecido pela alcunha de “pai de todos”.

A histeria sobre a febre suína é tanta que até pessoas do signo de porco, no horóscopo chinês, podem acabar virando alvo de perseguições sem sentido. Em alguns lugares devem até chegar a proibir a exibição do filme: Baby, o porquinho atrapalhado. Já existem relatos de mães que andam evitando colocar seus filhos dentro dos chamados chiqueirinhos, com medo de contágios. Isto sem falar no vandalismo contra lojas de ferragens, local reconhecidamente repleto de porcas de todos os tamanhos e tipos.

Comer carne de porco até pode, mas tente não pegar o mesmo elevador que eles. Ao contrário da administração onde é importante manter o foco sempre presente, no caso das epidemias devemos evitar qualquer tipo de foco a todo custo. Até ditados antigos tais como: “agora é que a porca torce o rabo”, estão sendo atualizados para algo como: “Cuidado quando a porca tosse para o seu lado”.

Visando impedir ataques animalescos aos pobres suínos, resolveu-se trocar a denominação da moléstia para A(H1N1), deixando o nome parecido com uma placa de carro, já que presumivelmente as pessoas preferem atacar um porco indefeso a estragar um veículo emplacado. Tudo isto anda se mostrando uma bela porcaria.

A história é recheada de epidemias, a primeira foi a do pecado, que era transmitida via fruto proibido, e conforme relatos sobre o assunto, acabou contaminando 100% dos habitantes do paraíso (aproximadamente duas pessoas). O fato foi tão grave que culminou na expulsão de Adão e Eva para uma área de contenção chamada de planeta Terra, onde a epidemia se alastrou junto com a humanidade. Podemos considerar que o pecado é a doença mais antiga de toda nossa existência.

O medo maior é que as epidemias se juntem, criando novas doenças do tipo: a dengue suína, ou pior ainda, a gripe do porquinho amarelinho. Mas, com sorte poderiam surgir dessas junções, gripes benéficas, como a gripe política, por exemplo. Uma epidemia transmitida para qualquer indivíduo com falta de escrúpulos. O infectado passaria então a ter crises violentas de honestidade.

Infelizmente toda esta onde alarmante de alarmosas doenças acaba justamente desviando o foco de um dos piores (su)focos que enfrentamos, a epidemia de safadeza (corrupção, descaso, roubo, etc), que acontece não somente na política, mas em várias alas da sociedade. Uma doença que se alastra pelo mundo, sem que haja uma vacina conhecida. E a única coisa que ainda podemos fazer para contermos o seu avanço é termos a decência de não nos deixar contaminar.

E-mail: abrasc@terra.com.br

Site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc

NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Valeu pela preferência".

ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Epitáfio


Matriz da Igreja Católica de Moreno - PE



EPITÁFIO





Terra, minha terra
eis que me devolvo:
tua poesia, teu ovo.

Devolvo-te os sorrisos escrotos
meus sonhos, meus brotos
minhas esperanças, meus mortos
e, agora, o meu inútil corpo

Devolvo-te o cheiro
destes eucaliptos que acenam
despedidas e boas vindas
aos filhos errantes, retirantes
nesta ilha latifundiária
e agreste de oportunidades
e sonhos delirantes

Devolvo-te tuas verdes colinas
o Societé, a Praça da Bandeira
as rochas, insensíveis, indiferentes
as Sevis, as Brandinas
os servis, a falsidade,
a dor de dente
o dinheiro pouco
para pagar a cantina
teu odor, tua latrina
o futuro e o presente

Devolvo-te o Poço da Nega
o schistosoma
a Travessa da União
a política coma
o engenho, o mel
e a ausência do pão

Devolvo-te o peito,
o sangue derretido, o veio
o clamor, o povo sofrido
o cordão umbilical, o pleito

Devolvo-te teus governantes
que fingem festas, festivais
votos e sorrisos bacanais
embora deixem deserdados
os irmãos natais

Devolvo-te o teu povo
que abre-se fabril
a outros abraços operários
- cicatriz anil
tecida em pele, pavio

Devolvo-te minhas noites,
meus açoites, o salário canavial,
a hipocrisia, a água batismal,
a pia, teu vazio cultural
teu sangue, teu corpo
tua gente, teu sal

Devolvo-te os puteiros
a tua falta de perspectiva,
e a pátria amada sepultada
pela enxada do coveiro
o grito incontido
o escritor, o tinteiro

Devolvo-te tudo
exceto tua moral
Belge Bresiliene
pacífica, morenense
e teu involuntário
abraço final
- cana de açúcar
teu bem, teu mal

A Terra dos Eucaliptos
finalmente receptiva
e acolhedora
abre a sua boca voraz
para me receber
quando não estou
mais nem aí
e não quero saber




Hideraldo Montenegro

segunda-feira, 11 de maio de 2009

CRIANÇAS DE ATÉ 5 ANOS APRENDEM GOLFE NA CRECHE

 

 

Golfe também é coisa de criança e se aprende até na creche

 

Como crianças de até cinco anos estão aprendendo golfe na creche pública Baroneza de Limeira

 

Um esporte que frequentemente teve sua imagem associada a pessoas mais velhas pode ser popular também entre os mais jovens? E entre crianças de até cinco anos? O projeto Golfe Nota 10, criado pela Federação Paulista de Golfe, tem provado que sim e que golfe também é coisa de criança.  

 

Lançado em agosto de 2007, o projeto Golfe Nota 10 tem como objetivo de difundir a prática deste esporte nas escolas. A iniciativa pioneira no Brasil visa contribuir para o crescimento do golfe no país, estimulando o desenvolvimento de novos golfistas infanto-juvenis, além de divulgar os benefícios do esporte e identificar novos talentos.

 

Neste mês de maio, o projeto está sendo desenvolvido na creche pública Baroneza de Limeira (Rua Antonio Gebara, 177 – Planalto Paulista) com 175 crianças de até 5 anos de idade. As aulas acontecem às terças e quintas-feiras, pela manhã, e são ministradas pela equipe de instrutores especializados do Golfe Nota 10.

 

O golfe ajuda a desenvolver a coordenação motora e a capacidade de concentração. Ajuda a definir e a estabelecer objetivos, estimula o auto-conhecimento e o respeito à natureza. Além disso, é um esporte que conta com um conjunto de etiqueta que abrange cortesia, cuidados com o campo, ordem de jogo, tratamento interpessoal e torcida, entre outros aspectos que são apresentados aos alunos sempre de forma lúdica e divertida.

 

O projeto Golfe Nota 10 também já foi aplicado em escolas como Colégio Elvira Brandão, Escola Internacional de Alphaville, Pueri Domus e Escola Morumbi. São mais de 4 mil alunos atendidos em 12 escolas participantes até o momento.

 

Golfe na escola e no campo

 

Como em todas as escolas, o programa do Golfe Nota 10 na Creche Baroneza de Limeira está dividido em 10 etapas. As cinco primeiras aulas são realizadas dentro da escola com um equipamento desenvolvido especialmente para o projeto e que prioriza a segurança dos alunos. As cinco últimas aulas acontecem em um campo de golfe filiado à Federação Paulista de Golfe. No caso da Creche Baroneza de Limeira, as crianças farão as aulas de campo no FPG Golfcenter, localizado à uma quadra da creche. 

 

Todo o processo é monitorado por meio de avaliações periódicas que são analisadas em conjunto com a direção das escolas. A equipe do Golfe Nota 10 em cada escola é formada por professores de golfe (jogadores profissionais com vasta experiência em treinar crianças e jovens) e assistentes.

 

Para estimular os alunos a continuarem a praticar golfe, a FPG concede aos melhores alunos de cada turma benefícios como gratuidade no aluguel de bolas e nas taxas de uso do campo de golfe durante um ano.

 

Ferramenta pedagógica

 

A metodologia do projeto Golfe Nota 10 foi desenvolvida por uma equipe da FPG, com a participação da pedagoga Carla Quinto e de jogadores profissionais, para apresentar às crianças as técnicas e os benefícios do golfe de forma alegre e descontraída.

 

Segundo Carla, do ponto de vista pedagógico, o golfe estimula principalmente a concentração e a disciplina como aspectos fundamentais na busca de um objetivo. São muitos os benefícios. O esporte instiga o auto-conhecimento e aumenta a coordenação motora e a resistência física. Além disso, promove o respeito à natureza e aos semelhantes. Saber respeitar regras, criar estratégias e apreciar o ambiente do golfe são aspectos que contribuem para o próprio conhecimento. "É cedo que surgem os reais interesses pela prática de esportes. Nessa fase, as crianças já são capazes de pedir e cobrar dos pais a participação nas aulas e torneios", destaca a pedagoga.

 

 

O Golfe no Brasil

 

Criado na Escócia no século XIV, o golfe é um dos esportes que mais cresce no mundo e no Brasil. No país, o golfe é praticado desde o início do século XX e, atualmente, são mais de 20 mil praticantes, entre profissionais e amadores, que foram conquistados pelos benefícios do esporte.

 

A maior parte dos praticantes de golfe em todo o mundo é formada por jovens, assim como em tantos outros esportes. Atenta a este fato, a Federação Paulista de Golfe, que concentra 58% dos golfistas do Brasil e é pioneira no desenvolvimento de ações junto à área juvenil, criou o projeto Golfe Nota 10 para incentivar as crianças e jovens a conhecerem e praticarem o esporte.

 

Todo o projeto é desenvolvido pela Federação Paulista de Golfe, com apoio da Confederação Brasileira de Golfe, da Associação de Profissionais de Golfe do Brasil, de clubes de golfe e do Centro Paulista de Golfe. O projeto tem custo zero para as escolas.

 

  

MANIFESTO – Coletivo Paulo Freire por uma Educação Democrática

MANIFESTO – Coletivo Paulo Freire por uma Educação Democrática : “Defender Paulo Freire como ‘Patrono da Educação Brasileira’ é defender nos...