sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Festival de Poesia falada de Varginha



FESTIVAL DE POESIA FALADA DE VARGINHA 2008

Edital de Convocação

Estão abertas a partir de 13 de Fevereiro de 2008 as inscrições para o “FESTIVAL DE POESIA FALADA DE VARGINHA” que será realizado em 28 de Junho de 2008 às 19 Horas no Teatro Marista Mestrinho em Varginha, Sul de Minas Gerais. A grande final será com 20 (vinte) finalistas em 28 de Junho de 2008 com os autores e seus respectivos intérpretes.
Qualquer pessoa que resida no Brasil e que escreva poesia em português pode participar do Festival de Poesia Falada de Varginha. O tema é Livre. Cada concorrente poderá inscrever apenas Três poemas em cinco vias digitadas ou datilografadas, com um limite máximo de duas laudas.
Obs: A poesia deverá ser inédita.
Eliminatória de Varginha será dia 27 de Junho de 2008
Os poetas de Varginha participarão de uma eliminatória dia 27 de Junho de 2008 às 19 Horas no Teatro Marista Mestrinho. Os três Poetas classificados no dia 27, participarão da grande final no dia 28 de Junho, juntamente com os dezessete classificados de outras cidades totalizando assim, 20 poetas participantes no Festival de Poesia Falada de Varginha.
Premiação simbólica para Varginha: 1º Lugar R$ 200,00, 2º Lugar: R$ 100,00, 3º Lugar: 100,00 e para o Melhor intérprete: R$ 100,00. Todos os premiados receberão troféus.
O trabalho deverá estar lacrado num envelope com os seguintes dados: a) título do poema; b) pseudônimo do autor; c)nome completo; d) número do RG e CIC; e) breve biografia; f) endereço, nº do Pis/Pasep ou Matricula do INSS, fone e e-mail e nome completo do intérprete e seus respectivos documentos.
Obs: Os textos deverão ser acompanhados por Pseudônimos.
INSCRIÇÃO
Os poemas e a ficha de inscrição deverão ser encaminhados ao “Festival de Poesia Falada de Varginha” impreterivelmente até 20 de Maio de 2008, prevalecendo à data do correio.Enviar para: “Festival de Poesia Falada de Varginha” – Rua Ivan de Souza – nº 35 – Jardim Bela Vista Varginha – MG Cep: 37.014.750. Maiores Informações sobre o Festival podem ser adquiridas pelo fone: (35) 3222-9016/ 9144-6136/ 9967-6998/ 9161-2285.
Será cobrada uma taxa de R$10,00 (Dez Reais) até 20/04/2008 e R$12,00 (Doze Reais) até 20/05/2008, para inscrição de cada poema. O depósito deverá ser feito na conta nº 00003555-5, agência 0163, operação 013. Caixa Econômica Federal. Em nome de Lindon Lopes da Silva. Deverá ser enviado xérox do comprovante de depósito juntamente com a ficha de inscrição.
De acordo com a comissão organizadora do Festival todos os poemas selecionados serão submetidos a três jurados, onde serão escolhidos os três melhores poemas e serão premiados por mérito literário à grande final no dia 28 de Junho de 2008. Os jurados julgarão e premiarão o melhor intérprete da noite.Ao fazer a inscrição, o autor estará concordando com as regras deste Festival.
Os poemas poderão ser interpretados pelos próprios autores ou por pessoas indicadas por eles. Os intérpretes poderão utilizar recursos audiovisuais como som, figurino, desde que não atrapalhe o andamento das audições. Na ausência de intérprete oficial previamente escolhido, o poema concorrente poderá ser lido para ter validade o julgamento literário. Cada intérprete terá no máximo 10 minutos para recitar o poema.Ultrapassado este tempo, o autor estará automaticamente desclassificado do Festival.
Sonoplastia/iluminação/adereços
Cada autor deverá trazer seu CD, MD com sua música gravada devidamente identificada. A comissão organizadora terá um técnico de sonoplastia e iluminação e não se responsabiliza em fornecer qualquer tipo de recursos aos intérpretes tipo, cenários, adereços. Todos os recursos usados estarão cargo dos autores. As músicas usadas e o tempo de sua duração na interpretação do poema deverá ser informada na ficha de inscrição. O uso de músicas acarretará uma taxa a ser decidida pelo ECAD, que deverá ser paga pelo autor do poema classificado.

A Comissão esclarece aos participantes que é expressamente proibido o uso de Fogo e Água nas interpretações dos poemas.
PRÊMIOS
A premiação da final será o seguinte: 1º Lugar – R$ 1.200,00 (Um Mil e Duzentos Reais) e Troféu. 2º Lugar – R$ 800,00 (Oitocentos reais) e Troféu. 3º Lugar – R$ 500,00 (Quinhentos reais) e Troféu. A premiação do intérprete será somente para o 1º Lugar R$ 500,00 (Quinhentos Reais) e Troféu.O pagamento da premiação do “Festival de Poesia Falada de Varginha” será pago mediante a assinatura de um “Recibo” com xerox de CPF ,Carteira de Identidade ,e nº do Pis/Pasep ou Matricula do INSS contendo os dados do premiado para apresentação na prestação de contas da “ Lei de Incentivo à Cultura”.
Os originais e cópias dos poemas não serão devolvidos aos seus autores após o término do Festival. Os participantes classificados (intérprete e autor) receberão “Certificados de Participação” após o encerramento do Festival.
Os resultados dos poemas selecionados serão divulgados em 06/06/2008 através de um ofício enviado pela comissão organizadora, ou através do e-mail, juntamente com as respectivas ordens de interpretação. A comissão organizadora selecionará os poemas e ficará responsável por adequá-los a disponibilidade.
A comissão organizadora oferecerá um coquetel de confraternização ou Jantar (Logo após o Festival) aos participantes, imprensa e convidados, hospedagem (de sábado para domingo) com café da manhã (no domingo) e também almoço no sábado. Esclarecemos que as bebidas (se for Jantar) serão pagas pelos convidados e participantes. Não será oferecida hospedagem aos classificados de Varginha-MG.
O desrespeito a qualquer item deste regulamento acarretará na eliminação do participante.A inscrição implica na total aceitação pelos autores das normas deste regulamento• As decisões da Comissão Julgadora serão irrecorríveis.
A COORDENAÇÃO
Tadeu Terra, Lindon Lopes e Marcos Misael
Rua Ivan de Souza, nº 35 - Jardim Bela Vista.
Cep: 37014-750 - Varginha/MG
Fone: (35)3222-9016 Celulares: (35)9967-6998/ (35)9144-6136/9161-2285
E-mail: festpoesiavga@yahoo. com.br

Mata Atlântica

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Carta abierta al Órgano Asesor de la Convención sobre Diversidad Biológica, exigiendo la prohibición de la liberación de árboles genéticamente manipul

El 19 de febrero de 2008, un gran número de organizaciones de la sociedad civil enviaron una carta abierta a los miembros del Órgano Subsidiario de Asesoramiento Científico, Técnico y Tecnológico de la Convención sobre Diversidad Biológica -.reunidos en Roma durante esta semana- expresando su “profunda preocupación” sobre la manipulación genética en árboles.



En el transcurso de tan sólo una semana, la carta fue firmada por 138 organizaciones de países donde se están realizando investigaciones (o se han hecho en los últimos años) en materia de manipulación genética de árboles,. Estos países son: Alemania, Aotearoa / Nueva Zelanda, Australia, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, España, Estados Unidos, Finlandia, Francia, Holanda, Italia, Japón, Polonia, Portugal , Reino Unido y Suecia.



Los firmantes comienzan planteando que su "preocupación se origina, en primer lugar, en el hecho de que la manipulación genética que se está llevando a cabo apunta a consolidar y expandir un modelo de monocultivos de árboles que ya ha demostrado resultar en graves impactos sociales y ambientales en muchos de nuestros países."



La carta aporta una serie de ejemplos sobre como las investigaciones que se están realizando impactarían en el medio ambiente, dado que los árboles están siendo manipulados para lograr:



- crecimiento más rápido, lo que significaría "agravar aún más los impactos ya constatados sobre el agua", dado que esto "significaría un uso mayor de agua por parte de las plantaciones."



- resistencia a bajas temperaturas -con el fin de plantar árboles en las regiones más frías y en las zonas más altas de las montañas- lo que " implicaría impactos sociales y ambientales en áreas aún no impactadas por los actuales monocultivos."



- árboles con propiedades insecticidas para hacerlos resistentes a insectos, cuyo "resultado podría ser la mortandad de una cantidad de otras especies de insectos, con los consiguientes impactos sobre las cadenas alimenticias de la fauna local."



- resistencia a herbicidas, lo que "implicaría impactos sociales y ambientales aún mayores, destrucción de flora local y afectaría la salud de la gente."



- mayor contenido de celulosa, lo que implicaría una "menor cantidad de lignina, componente que le da fuerza estructural a los árboles", lo que "los haría susceptibles de sufrir daños durante las tormentas de viento."



Las organizaciones firmantes recuerdan a los delegados de los países que "en la última Conferencia de las Partes del Convenio sobre Diversidad Biológica (COP8) se adoptó la decisión VIII/19", que “Recomienda a las Partes adoptar enfoques de precaución al tratar la cuestión de los árboles genéticamente modificados”. En base a ello, les solicitan que recomienden a la Convención "que prohíba definitivamente los árboles genéticamente manipulados --incluyendo los ensayos de campo-- debido a los graves riesgos que ello implica para la diversidad biológica de nuestro planeta."



Ver texto completo de la carta y firmas en:

http://www.wrm.org.uy/actores/CBD/SBSTTA13/Carta_paises_arboles_GM.pdf

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

A Universal é Seita?

Acho eu que foi uma forcação de barra este negócio de chamar a Igreja Universal de seita (feita por alguns órgãos da grande imprensa neoliberal).

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Manifesto dos Sociólogos

A Secretaria de Educação de SP – na contramão da lei aprovada pelo MEC e pelo CNE – vetou a implementação de sociologia no ensino médio, com isso cerca de mil professores ficaram sem aulas. Estamos organizando uma série de atividades entre elas esse manifesto assinado por acadêmicos, dirigentes sindicais, artistas, escritores, políticos etc.



Gostaria que assinasse e divulgasse P/ Sinsesp/GT de Sociologia da APEOESP PS...caso assinem peço que enviem à manifestodossociologos@ig.com.br



*Manifesto pela Obrigatoriedade da Sociologia

no Ensino Médio no Estado de São Paulo*



A Resolução 92/07 da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE) vetou aos estudantes das escolas públicas de Ensino Médio a possibilidade de estudarem a disciplina de Sociologia. A Resolução caminha na contramão da medida aprovada no Conselho Nacional de Educação e sancionada pelo ministro da Educação Fernando Haddad, que em 11 de agosto de 2006 determinou, através da Resolução 04/06, que Sociologia e Filosofia voltassem a compor a grade curricular das escolas públicas e privadas do Brasil já em 2008. Todos os outros 25 Estados e o Distrito Federal acataram essa determinação do CNE.



A SEE/SP está em desacordo com os rumos gerais da educação brasileira, que busca superar os anos de tirania e arbítrio democratizando o ensino, promovendo a cidadania e o espírito critico, tarefa esta que a Sociologia tanto como disciplina especializada como transversalmente ligada a um amplo campo temático (história social, política, sociologia econômica, direitos humanos, profissões, formações identitárias e subjetividade, relações sociais e movimentos sociais entre outros), é capaz de promover por meio de estudos de casos, pesquisas ou de teorizações gerais.



Ao privar os estudantes do Estado de São Paulo do ensino de Sociologia, a SEE/SP, a Secretária e Professora Maria Helena Guimarães de Castro que é socióloga e o Governador José Serra discriminam e negam à juventude paulista um ensino igual em ofertas, qualidades e direitos ao dos demais jovens brasileiros.



Solicitamos assim, a modificação da Resolução 92/07 de tal forma que seja garantido o ensino de Sociologia como componente da grade curricular no Estado de São Paulo como meio de promover a cidadania e superar a discriminação.



São Paulo, 7 de fevereiro de 2008.

Gilberto, poeta

Gostei da sua poesia Bailarina Desesperada, viu Gilberto. Assim como da ilustração da Nina Rocha.
Não sabia que você era poeta!

Nair Lúcia de Britto.

(Para colocar no Blog)

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Eles batem e elas... APANHAM.

Eles batem e elas... APANHAM.
(Autor: Antonio Brás Constante)

A sina das mulheres é apanhar. Isto acontece deste os primórdios humanos, nos tempos da pré-história, quando era delas a tarefa de apanhar água, apanhar frutas silvestres, apanhar ervas medicinais e apanhar lenha. Ou seja, passavam os dias apanhando.

Bater era a função do homem, que tantas vezes batia em retirada, quando caçava em bando e se via em desvantagem frente às presas das presas quando estas não ficavam presas em suas primitivas armadilhas. Antes de iniciar a caçada eles batiam no próprio peito segurando suas clavas enquanto urravam seus gritos de guerra, muitos fazendo isto para não demonstrar aos animais que eram caçados o quanto estes guerreiros estavam assustados.

Os tempos mudaram, mas muitos homens (ditos machões), não. Eles saem na noite dizendo que vão caçar e para disfarçar os seus medos já não batem no peito, preferem muitas vezes, ingerir algo alcoólico ou se dopar de qualquer outra forma, buscando adquirir coragem (que em alguns casos se transforma em um sinônimo para atos covardes). O resultado aparece em manchetes de jornais, informando sobre mulheres indefesas em paradas de ônibus, que são surradas por pura diversão (ou seria perversão?). Vítimas de homens que lhes atacam em bandos, de forma traiçoeira, imitando seus ancestrais.

A mulher de hoje ainda apanha e muito para conseguir seu lugar ao sol, onde muitas vezes enfrenta uma jornada dupla (casa e trabalho). É geralmente ela que apanha os filhos na escola, que apanha as compras no mercado e, infelizmente, em muitas situações apanha do marido, quando este resolve descontar nela todas as suas frustrações. O homem de antigamente marcava as mulheres com ferro e fogo para deixar claro que elas pertenciam a eles, hoje estas marcas são feitas no braço, através de surras brutais.

É da natureza do homem gostar de bater, talvez isto explique porque eles batem tanto com seus carros na estrada, após se encharcarem de bebida, batendo sempre o copo nas mesas de bar e pedindo mais um pouco daquelas saborosas e embriagantes batidas.

Vivemos em um gigantesco torrão de terra, ensopado de água salgada que fica girando ao redor do sol, e é neste estranho mundo que as mulheres ainda tentam apanhar o amor guardado dentro de si, buscando entrega-lo aos seus companheiros. Os homens, no entanto, mesmo sentindo a batida do coração em descompasso, procuram agir com descaso frente a esta demonstração de carinho, pois consideram batido este sentimento, algo que inspira fraqueza, uma armadilha na qual não querem ser apanhados.

Enfim, é preciso parar de bater a porta na cara da felicidade, quanto esta chega em nossas vidas apanhando-nos de surpresa. Somente assim poderemos bater asas em forma de sorrisos, elevando nossas mentes para que possam apanhar a beleza que se traduz no simples e indescritível milagre da vida, que se traduz em uma singela quimera chamada de felicidade.

E-mail: abrasc@terra.com.br

(Site: www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc) ou http://abrasc.blogspot.com/

NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Obrigado pela preferência".

ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Diretório do PT toma posse e elege Comissão Executiva Nacional

Eis a nova Comissão Executiva Nacional do PT passa a ter a seguinte composição:

Presidente: Ricardo Berzoini

Vices-presidentes: Marco Aurélio Garcia, Iriny Lopes e Jorge Coelho

Secretário Geral: José Eduardo Cardozo

Secretário de Organização: Paulo Frateschi

Secretário de Finanças e Planejamento: Paulo Ferreira

Secretário de Comunicação: Gleber Naime

Secretário de Formação Política: Joaquim Soriano

Secretário de Assuntos Institucionais: Romênio Pereira

Secretário de Relações Internacionais: Valter Pomar

Secretária de Mobilização: Marinete Merss

Secretário de Movimentos Populares: Renato Simões

Líder no Senado: Ideli Salvatti

Líder na Câmara: Luiz Sérgio

Vogais: Fátima Cleide, Arlete Sampaio, Humberto Costa, Maria do Carmo Lara, Maria do Rosário e Valdemir Garreta.


Bom... dá para acreditar em mudanças?????? Mudou??? Ou mudamos...

O preto que satisfaz??????


O brasileiro vai pagar mais caro pelo feijão em 2008, por causa do desabastecimento resultante de fatores climáticos, da concorrência com o milho e a soja, e do baixo preço ao produtor. O preto que satisfaz pode sumir da mesa do brasileiro...
Foto: Marcello Casal Jr/ABr

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Grupo de Teatro seleciona artistas



A 'CIA BARÁ', grupo teatral, está selecionando atores para trabalhar no próximo espetáculo "HOMENS DE PAPEL - PLÍNIO MARCOS".
Segundo o diretor da companhia, Diego Gonzalez, a companhia já iniciou as leituras e dará início aos ensaios no mês de março.
Diego, diretor da companhia, selecionará artistas do sexo masculino acima de 20 anos com experiência em teatro.
É necessário ter disponibilidade para ensaios aos finais de semana e feriados.
Os interessados devem ligar para o celular: (11) 9971 2431 ou enviar e-mail para: gmotta@bn.com.br. Falar com Goretti Vaz.
A CIA BARÁ é uma companhia teatral que realiza seus ensaios na cidade de Osasco.
Existente ha cinco anos com pesquisas e preparações de atores, ja montou as peças 'ROMARIA' de Miroel Silveira e Ruth Guimarães sob a direção de Sandra Corveloni e 'CONFIDÊNCIAS' de Eduardo Christovo sob a direção de Diego Gonzalez.
 
A Peça "CONFIDÊNCIAS" Estará em cartaz no Próximo dia 29/02, 01/03 e 02/03 no 'ESPAÇO CULTURAL GRANDE OTELO' - Osasco.
Rua: Dimitri Sansoud Lavoud, 100 - CAMPESINA
TEL.: (11) 3699-5618
Dias:29/02 às 20:00 hrs
       01/03 às 20:00 hrs
02/03 às 19:30 hrs
Ingressos R$ 10,00 (inteira), e R$ 5,00 (meia)
Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria local.

O fim de uma árvore


Numa cidade como a nossa um caminhão da prefeitura se presta a derrubar uma tipuana de 50 anos, florida e bem viva, porque alguém quer aumentar o seu estacionamento e dá como pretexto a proliferação de cupins. É como atirar um canhão numa pulga, ou dar azt para dor de cabeça.
Um crime!


A foto foi tirada há 5 minutos. Amanhã a árvore já não existirá, e com ela dezenas de sabiás, beija flores, maitacas, tico-ticos, etc. E um pouco da nossa alma...


Jaime Pinsky

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

A irreverência do Carnaval






Rio de Janeiro - Bom humor e irreverência marcam desfile do bloco Galinha do Meio-Dia em Copacabana. Foto: Wilson Dias/Abr

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Pesquisa realizada pelo Instituto Pró-Livro revela retrato da leitura no país

Pesquisa realizada pelo Instituto Pró-Livro revela retrato da leitura no país

Resultados serão apresentados neste trimestre

Criado em outubro de 2006 com o objetivo de desenvolver ações de fomento à leitura e acesso ao livro no Brasil, o Instituto Pró-Livro (IPL) entra na fase final de seu primeiro grande projeto: traçar o comportamento do leitor brasileiro através da pesquisa “Retratos da Leitura”.

O estudo vai desenhar o atual cenário da leitura com perspectivas de motivação, participação do educador, acesso ao livro, até a presença e o papel das bibliotecas públicas na formação de leitores.

Essa é a segunda pesquisa do gênero realizada no Brasil. A primeira aconteceu em 2001 sob a chancela da Câmara Brasileira do Livro (CBL), do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), da Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros) e da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), que revelou a leitura de 1,8 livro per capita no país.

Apoiada em uma nova metodologia de pesquisa desenvolvida pelo Centro Regional de Fomento ao Livro na América Latina e no Caribe (Cerlalc), a “Retratos da Leitura II” será capaz de padronizar as medições dos países da região e trará resultados que permitem comparações internacionais.

Aplicada em 313 municípios de todos os estados brasileiros pelo Ibope Inteligência, entra agora em fase final, com a análise de renomados especialistas em leitura e educação dos dados obtidos.

O Instituto conta também com a consultoria do especialista Galeno Amorim e uma comissão formada por representantes de seus fundadores (CBL, SNEL e Abrelivros), que orientam e acompanham todo o desenvolvimento do projeto.

O IPL divulgará os resultados no primeiro trimestre de 2008 em um seminário que terá o propósito de discutir as condições apresentadas e levantar medidas necessárias para melhoria do quadro no país.

Sobre o Instituto Pró-Livro

Em meio a estudos e encontros para discutir os caminhos da leitura e do livro no país, representantes do Governo e de entidades do livro, firmaram em outubro de 2006 a criação do Instituto Pró-Livro (IPL).

Com o papel de impulsionar as ações de melhoria do hábito de leitura do brasileiro e acesso ao livro, o IPL tem como principal objetivo promover e incentivar ações para a reversão deste quadro.

A associação de caráter privado e sem fins lucrativos conta com o apoio de três importantes entidades do mercado livreiro, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), e a Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros).

A CIDADE COMO ATOR PRINCIPAL

Conferência mundial discute, em Porto Alegre, as alternativas e o papel da Cidade nas transformações sociais.
Porto Alegre, 16 de Janeiro de 2008 - A capital gaúcha sediará, entre os dias 13 e 16 de fevereiro, no Centro de Eventos da PUCRS, a Conferência Mundial sobre o Desenvolvimento de Cidades - Inovação democrática e transformação social para cidades inclusivas do século 21. O encontro reunirá mais de 500 intelectuais e personalidades de 30 países, que, em diferentes áreas, versarão sobre os inúmeros aspectos do desenvolvimento das cidades e apresentarão experiências que conjugam democracia e inclusão social.
Baseado em quatro eixos principais: Direito à Cidade: políticas locais sobre Direito e responsabilidade dos cidadãos; Governança e Democracia em Cidades: experiências inovadoras de gestão e participação democrática; Desenvolvimento Local em Cidades: processos de investimento em capital social para desenvolver ativos econômicos, ambientais, humanos, sociais e políticos; Sustentabilidade e Cidade-Rede: a emergência das redes sociais e a cidade sustentável do futuro, o evento prevê mais de 280 atividades, ultrapassando 400 horas de debates, em quatro dias. A expectativa é que mais de 3.500 pessoas participem das discussões.
Promovida pela prefeituras de Porto Alegre e de Roma, Ministério das Cidades – Governo Federal, Confederação Nacional dos Municípios, Governo do Estado e Caixa Econômica Federal, a Conferência Mundial sobre Desenvolvimento de Cidades mobiliza mais de 30 instituições nacionais e internacionais que apóiam o evento, entre elas, as três principais agências da Organização das Nações Unidas - UNESCO, UN-HABITAT e UNDESA - Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Cidades e Governos Locais Unidos, Federação Latino-Americana de Cidades, Copesul e Gerdau.
O evento é voltado para gestores públicos, empresários, acadêmicos e especialistas, lideranças comunitárias e sociais, promotores governamentais e cidadãos engajados, e norteado por 40 questões-chaves criadas por um Comitê Científico formado lideranças de diferentes segmentos.
Uma programação intensa garante atividades das 9h da manhã, quando se realiza a Mesa de Abertura, em que especialistas apresentam seus estudos sobre o tema do dia, até às 21h, quando encerra a Conferência da Noite, em que os convidados respondem às questões formuladas pelo Comitê Científico. Ao longo do dia, oficinas, painéis, minicursos e call papers garantem a diversidade de olhares que buscam desvendar os caminhos e os desafios do Local em um novo projeto social Global.
Eventos Paralelos
Aproveitando a efeverscência de idéias e reflexões do momento, outros eventos de cunho internacionais e nacionais farão parte das atividades paralelas. São eles: Encontro Mundial da CARE Internacional; III Encontro Nacional de Secretários e Assessores Municipais de Relações Internacionais do Brasil; Fórum de Secretários de Administração Municipais (FONAC); Congresso Ibero-Americano sobre Prevenção à Violência; Lançamento oficial do Sistema Nacional de Informações sobre Cidades, pelo Ministério das Cidades.
Lançamento do Prêmio Cidades Inclusivas / Inclusive Cities Award
Durante a Conferência será formatado o Prêmio Cidades Inclusivas, uma espécie de Nobel das Cidades. A iniciativa conjunta e inédita das cidades de Porto Alegre e Barcelona, UN-HABITAT, UNESCO e CGLU tem por objetivo premiar cidades comprometidas com a inclusão de todos os seus cidadãos e não apenas as melhores práticas, políticas ou projetos. Para tanto, o projeto do prêmio, proposição dos critérios e regulamentos serão elaborados durante os quatro dias da Conferência por um Grupo de Trabalho composto por especialistas no tema, entre eles o secretário de Coordenação Política e Governança Local de Porto Alegre, Cézar Busatto, um dos articuladores da Conferência.
Inscrições
As inscrições podem ser feitas através do site www.cdmc2008.com.br. Informações também podem ser obtidas na Secretaria Geral da Conferência, pelo e-mail cmdc@smgl.prefpoa.com.br ou pelos telefones (51) 3289.3840/3289.3841/3289.1627
Imprensa
O credenciamento para a Conferência Mundial sobre Desenvolvimento de Cidades deve ser solicitado pelo e-mail luisa@uffizi.com.br


Outras Informações:

Alguns conferencistas confirmados
Agustín Fernández de Losada Passols – Diretor de Relações Internacionais da Região Metropolitana de Barcelona, coordenador geral do Observatório de Cooperação Descentralizada da União Européia para a América Latina e autor de diferentes trabalhos vinculados às relações internacionais dos governos locais. Dirigente da CGLU – Cidades e Governos Locais Unidos (Barcelona / Espanha)
Alison Brown – Professora titular da Escola da Cidade e Planificação Regional, Universidade de Cardiff, Reino Unido, diretora do Mestrado Internacional de Planificação e Desenvolvimento. Assessora de planejamento urbano Centro de Pesquisa em Tecnologia, Infra-estrutura e Planificação Urbana e especialista convidada do projeto do UN Habitat / UNESCO sobre direito à cidade. (Cardiff / Reino Unido)
Anna Kajumulo Tibaijuka – Subsecretária Geral e Diretora Executiva do UN-HABITAT (Nairobi/Kenia)
Antanas Mockus – Diretor do Grupo Federici da Faculdade de Ciências da Universidade Nacional da Colômbia e da Corporação Visionários pela Colômbia..Ex-prefeito de Bogotá. Professor Associado da Faculdade de Ciências da mesma Universidade e Professor convidado na Universidade de Harvard, Robert F. Kennedy Visiting Professor no David Rockefeller Center for Latin American Studies. Doutor Honoris Causa da Universidade de Paris VIII. (Bogotá/ Colômbia)
Bárbara Freitag – Doutora pela Universidade Técnica de Berlim. Ocupa a cátedra “Cidade e Meio Ambiente” na UNESCO. Inúmeras publicações em diversos campos. Coordena um projeto de pesquisa integrada (financiado pelo CNPq) que estuda a transferência das capitais brasileiras, em fase de conclusão. (Berlim / Alemanha)
Bernhard Müller – Diretor do Instituto Leibniz de Desenvolvimento Ecológico e Regional e professor de Desenvolvimento Espacial na Universidade Técnica de Dresden, Alemanha. Realizou amplos trabalhos sobre desenvolvimento urbano e regional sustentável. (Leibniz / Alemanha)
Bernardo Kliksberg – Assessor do Escritório Regional para América Latina e Caribe do PNUD – Programa da ONU para o Desenvolvimento. Entre suas obras mais recentes temos: “Más ética, más desarrollo”; “Ética y Economía”; “Hacia una Economía con Rostro Humano”; “El Capital Social. Dimensión Olvidada del Desarrollo”; “Toward an Intelligent State”; “Mitos y Falacias Sobre o Desenvolvimento Social”; y “Social Management: Some Strategic Issues”. (Washington /EUA)
Charles Duff – Presidente da Jubilee Baltimore, grupo sem fins lucrativos que tem reconstruído mais de 200 edifícios dos bairros históricos em Baltimore. Professor na Universidade Johns Hopkins e no Walters Art Museum. Autor de Antes e agora: Arquitetura de Baltimore, 2006, e Arquitetura de Baltimore (2004). (Baltimore / EUA)
Cláudio de Moura e Castro – Economista, escritor, mestre em Educação, Ph.D em Economia pela Universidade de Vanderbild, possui mais de 30 livros publicados e é articulista da revista Veja.(Brasil)
David de Ugarte – Economista, sócio fundador da Sociedade das Índias Eletrônica. Autor de diversos livros sobre a sociedade em rede. Um dos maiores especialistas em sociedade em rede da atualidade. (Madri / Espanha)
David Westendorff – Fundador e sócio da Urbanchina Sócios, especialista em planificação participativa no país. Trabalhou 10 anos no Instituto de Investigações das Nações Unidas para o Desenvolvimento Social (UNRISD). Sua obra mais recente é "From Unsustainable to Inclusive Cities". Professor do Centro de Estudos da Moderna China da Universidade de Tsinghua .(Alemanha)
Felipe Pérez Martí – Mestre e Ph.D. em Economia, especialista em Macroeconomia, economia matemática, moeda y banca. Professor do IESA, pesquisa as seguintes áreas: Altruísmo y eficiência econômica, regulação financeira, política cambiaria, software livre e conhecimento livre, poder popular y eficiência administrativa, gerência participativa. Ex-ministro de Planejamento do Governo de Hugo Chavez. (Caracas / Venezuela)
George Mathew – Ph.D em Sociologia. Diretor fundador do Instituto de Ciências Sociais. Tem trabalhado intensamente no sistema de governo local (Panchayati Raj), na descentralização e na governabilidade local. Publicou vários livros sobre gestão pública local e é um colaborador habitual dos jornais e revistas nacionais. (Nova Deli / Índia)
George Matovu – Formado em Administração Pública, tem diversas especializações na área, é Diretor Regional da Associação para o Desenvolvimento Municipal da África Subsahariana. Possui ainda diversas publicações na área. (Harare/ Zimbabwe)
Guenter Dill – Doutor em Ciência Política, possui Estudos de Romanística, História, Sociologia e Filosofia. Diretor do Departamento de Política Internacional Municipal da Área de Cooperação Internacional da Fundação Konrad Adenauer. (Hamburgo / Alemanha)
Guido Bertucci – Atualmente é o responsável pelo Programa das Nações Unidas sobre Administração Pública, Finanças e Desenvolvimento, que promove boas políticas públicas, boa governança e uma administração pública eficiente e competente em todo o mundo. Foi laureado em Ciências Políticas e é Pós-Graduado em Administração na Universidade Católica de Milão. Diretor da Divisão de Administração Pública e Gestão de Desenvolvimento do Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais – UNDESA (Nova Iorque/EUA)
Guillermo Efrain Tapia Nicola – Graduado em Ciências Publicas e Sociais, Doutor em Jurisprudência, advogado dos Tribunais da Republica do Equador. Secretario executivo da Federação Latino-americana de Cidades, Municípios e Associações de Governos Locais (FLACMA). Secretário Geral da Associação de Municipalidades Equatorianas. (Equador)
James Campbell – Leciona na Universidade de Toledo, Ohio. Autor de “The Community Reconstructs” (1992), “Understanding John Dewey” (1995), “Recovering Benjamin Franklin” (1999), e “A Thoughtful Profession: The Early Years of the American Philosophical Association” (2006). (Ohio / EUA)– Diretor do Doutorado em Administração de Negócios da Universidade do Texas
James S. Fishkin – Professor de Comunicação da Universidade de Stanford. Diretor do Institute for Communication Research e Center for Deliberative Democracy e presidente do Departamento de Comunicação. Ph.D. em Ciência Política e Filosofia. Autor de vários livros. (EUA)
Jan Soderqvist – Escritor, produtor de TV, editor e Colunista. Autor de Netocracy e de Global Empire. (Suécia)
Jerry Mallot – Como diretor executivo do Programa de Desenvolvimento Econômico da Cornerstone e Vice-Presidente Executivo da Câmara Regional de Comércio de Jacksonville, trabalha com todas as áres de recrutamento para negócios, desenvolvimento de comércio, negócios em geral e pesquisa. (Jacksonville/EUA)
Joan Prats – Doutor em Direito pela Antiga Universidade de Souborne em Paris e Doutor em Direito, Prêmio Extraordinário, pela Universidade Autônima de Barcelona. Atualmente é o Diretor Executivo do Institut Internacional de Governabilitat de Catalunya. Desenvolve atividade extensa como conferencista em congressos relevantes sobre Administração Pública, Governabilidade e Desenvolvimento Institucional. É autor de diversos livros e artigos no campo da Administração Pública, Governabilidade e Desenvolvimento Institucional. (Barcelona/Espanha)
Jonathan Lash – Bacharel pela universidade de Harvard, com mestrado em Leis pela Universidade Católica da América, presidente do Instituto de Recursos Mundiais desde 1993. Sob sua liderança, o instituto foi pioneiro no uso de tecnologias digitais para resolver problemas ambientais, impulsionou a comunidade de negócios a promover o desenvolvimento sustentável e criou mecanismos para fortalecer os grupos civis da sociedade. Diretor da World Resources Institute – WRI. (Washington / EUA)
Jules Patenaude – Sociólogo e urbanista, especialista em consulta e participação popular, tem coordenado o projeto Montreal Charter of Rights and Responsibilities e trabalha atualmente na sua implementação. No último ano, escreveu guias práticos sobre participação popular, publicados pela cidade de Montreal. Executivo da Prefeitura de Montreal. (Montreal / Canadá)
Kenichi Ohmae – Especialista em Planejamento Estratégico. Autor de mais de 100 livros, incluindo o famoso The Mind of the Strategist. É o fundador e diretor Administrativo da Ohmae & Associados. Ocupou variadas posições em prestigiosas universidades ao redor do mundo. Atualmente é Professor de Políticas Públicas na Escola UCLA, de Pesquisa publica e social. (Japão)
Ladislau Dowbor – Doutor em Ciências Econômicas, professor titular da PUC de São Paulo e consultor de diversas agências das Nações Unidas. Autor de várias obras publicadas e numerosos trabalhos sobre planejamento econômico e social. (São Paulo / Brasil)
Larry A. Hickman – Diretor do Center for Dewey Studies e professor de Filosofia na Southern Illinois University Carbondale. (Illinois / EUA)
Leda Guidi – Diretora de projeto do Civic Network Service Iperbole / Internet. Diretora editorial do portal municipal, especialista, consultora e professora sobre redes cívicas/sociais, a nova mídia, processos de participação democráticos (e-democracy e e-gov). Artigos e trabalhos publicados sobre ICT, e-inclusion assuntos de gênero. (Bolonha / Itália)
Luiz Eduardo Garzón – Atual Prefeito de Bogotá. Em maio de 2001, como presidente da CUT, recebeu o Prêmio “George Meany-Lane Kirkland” de Direitos Humanos da AFL-CIO, organização sindical dos Estados Unidos. (Bogotá/Colômbia)
Marcello Balbo – Professor de Planejamento Urbano na Università Iuav di Venezia, Itália. Chefe do Programa Master em Desenvolvimento Urbano e Reconstrução. Coordenador do MIUrb / AL projeto sobre migração internacional cidades na América Latina e chefe da Cadeira da UNESCO sobre Inclusão Social e Espacial Internacional dos Migrantes. (Veneza / Itália)
Michael Shuman– Vice-presidente da Enterprise Development for the Training and Development Corporation in the United States. Diretor do Institute for Economic Empowerment for Village Foundation. Reconhecido por sua pesquisa sobre vantagens econômicas de negócios de pequena escala na era da globalização. (Washington / EUA)
Oded Grajew – Formado em Engenharia Elétrica e pós-graduado em Administração de Empresas Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, integra o Conselho do Pacto Global (Global Compact), da Organização das Nações Unidas (ONU), e é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, órgão assessor do Presidente da República. Integra o Movimento Nossa São Paulo: Outra Cidade. (São Paulo / Brasil)
Orhan Kaya – Médico, especialista em Saúde no Trabalho. Vice-prefeito de Participação e Cultura da Cidade de Roterdam. (Roterdam / Holanda)
Pierre Sane – Assistente do Diretor-Geral da UNESCO para as Áreas de Ciências Humanas e Sociais. Doutorado em Política, mestrado em Administração Pública e Políticas Públicas, e MBA da École Supérieure de Commerce et d'Administration des Entreprises de Bordeaux (France). Possui diversas publicações sobre os temas desenvolvimento e direitos humanos. (Paris / França)
Ramon Nicolau i Nos – Especializado em Função Gerencial da Administração Pública, atua hoje como secretário da prefeitura de Barcelona para Participação Cidadã. Foi vereador da Região Metropolitana de Barcelona. (Barcelona / Espanha)
Ricard Gomà i Carmona – Doutor em Ciências Políticas, mestre em Políticas Públicas e Mestre em Estudos Urbanos e Metropolitanos. Professor titular de Ciências Políticas na UAB. Membro da Equipe de Coordenação do Instituto de Governo e Políticas Públicas (IGOP-UAB). Vice-prefeito de Barcelona. Professor visitante em diversas universidades européias e latino-americanas. (Barcelona / Espanha)
Steven Berlin Johnson – Jornalista e escritor americano consagrado, autor de cinco livros, dentre os quais, "Emergência - A Dinâmica em Rede em Formigas, Cérebros, Cidades e Softwares". Colunista das revistas Discover Magazine, Slate, Wired, tendo sido agraciado com o título de Distinguished Writer In Residence da Universidade de Nova Iorque, foi co-fundador da webzine Feed Magazine e recentemente anunciou um novo serviço on-line: outside.in.(Nova Iorque/ EUA)
Os palestrantes estão disponíveis para entrevistas por e-mail ou telefone.
Comitê Científico
O comitê científico é composto por: José Fogaça, prefeito de Porto Alegre; Augusto Franco, consultor da Prefeitura de Porto Alegre; Brigitte Colin, Executiva da Área de Ciências Humanas e Sociais da UNESCO; Fernando Schüler, Secretário Estadual de Justiça e Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul; Guenter W. Dill, Consultor, ex-diretor da Fundação Konrad Adenauer; Klaus Frey, professor da PUCRS; Yves Cabannes, Consultor de Development Planning United University College London; Edésio Fernandes, Consultor de Development Planning United University College London; Arlindo Vilaschi, Executivo do Banco Interamericano de Desenvolvimento; Jaime Vásconez, Presidente do Centro Internacional de Gestão Urbana - CIGU; Makiko Tagashira; Oficial para Assuntos Sociais do Setor de Integração Social do Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais – UNDESA; Michael H. Shuman, Diretor do Green Policy Institute; Jennifer Sara, Assessora do Banco Mundial – BIRD; David Westendorff - Consultor da UN-HABITAT, Centro de Estudos da Moderna China, Universidade de TSingthua; André Herzog, Assessor do BIRD; Joan Prats, Professor da Universidade de Barcelona; Ricard Goma i Carmona, Vice-Prefeito de Barcelona e dirigente da Cidades e Governos Locais Unidos – CGLU; Patrício Vergara, Vice-Coordenador Geral da Red DETE-ALC; Jules Patenaude – Executivo da Prefeitura de Montreal; Luiz Cezar Queiroz Ribeiro, Coordenador do Observatório de Políticas Públicas e Gestão Municipal do Rio de Janeiro.

OS EX-EXTRATERRESTRES E VOCÊ.

OS EX-EXTRATERRESTRES E VOCÊ.
(Antonio Brás Constante)

Você está seguindo a mil por hora em sua vida até que, sem qualquer aviso, os elementos de sua psique (Id, Ego e Superego), decidem entrar em conflito entre si, buscando decidir quem é quem entre eles, fechando-se para uma reunião nos recônditos de sua cabeça, deixando sua mente a deriva, presa ao seu corpo como uma roupa pendurada dentro de um armário. Tal fato acaba afastando você de tudo e de todos.

Após algum tempo de discussão os três voltam a funcionar normalmente, pois finalmente conseguiram solucionar a questão que envolvia suas próprias motivações, através de uma disputa de par ou impar (inicialmente tentaram decidir no cara-e-coroa, porém, nenhum deles tinha uma moeda). Então, um belo dia você acorda sem ter dormido, e se percebe completamente diferente do que era.

Em total devaneio começa a tecer hipóteses estranhas sobre o que aconteceu com você, como por exemplo: a de ter sido mordido por algum tipo desconhecido de inseto mutante, que injetou toxinas em sua corrente sanguínea, alterando assim seu modo de ser e de pensar (fato que seria perfeitamente plausível, já que não teria como recordar da tal reunião ocorrida em sua psique, pois os três membros dela não quiseram registrar ata dos acontecimentos).

Outra hipótese que poderia invadir sua mente é de que talvez você tenha sido abduzido por uma avançada raça de ex-extraterrestres. A denominação “ex-extraterrestre” seria decorrente da longa permanência desses seres na Terra, fato que os teria motivado a pedirem seus “green cards” logo após terem pousado nos Estados Unidos (alguns anos antes do início desta história). A nação americana seria escolhida pelos alienígenas por motivos óbvios, já que todo mundo sabe através dos filmes de Hollywood que qualquer ser de outro planeta fala fluentemente inglês, isto sem contar o inexplicável ímpeto que alguns deles têm de querer explodir a casa branca.

Por sorte os tais ex-extraterrestres que passaram a tomar conta deste texto eram pacíficos, e se contentaram em destruir apenas uma miniatura do pentágono. Mas a sorte deles mudaria a partir de 2001, com a destruição das torres gêmeas. Daquele momento em diante uma legião de soldados passaria a perseguir qualquer indivíduo (alienígena ou não) que se comportasse de forma estranha. Algo que seria extremamente difícil de se perceber, já que para todos os povos da Terra (alienígenas ou não) os americanos em geral é que eram muito esquisitões (e eles mesmos sabiam disso).

O cerco começaria a se fechar contra os tais seres espaciais, pois eles por serem de uma raça avançada não comiam “hotdogs” ou batatas fritas. Também achavam ridículo o futebol americano e jamais bebiam coca-cola, despertando assim as suspeitas de seus algozes.

O jeito foi fugirem para o Brasil. Chegando em território brasileiro como turistas, descobriram através de um taxista que trabalhava de forma irregular, que o bom mesmo para qualquer gringo era curtir o chamado turismo sexual (que infelizmente existe por aqui). Porém, na ora da tradução sobre o que seria a tal “sacanagem” eles entenderam mal a coisa. Como resultado, acabaram enchendo a cara de cerveja, para em seguida utilizarem uma máquina de teletransporte portátil que tinham no bolso, indo parar discretamente perto de você. Eles então, completamente bêbados, resolveram bagunçar com a sua vida, alterando sua mente e causando toda aquela desavença inicial entre os membros de sua psique.

Alguns ainda podem achar que a sacanagem deles foi ter desenvolvido insetos mutantes que estranhamente picaram seu braço, deixando-o com essa cara de quem não entendeu a história. (Bem-vindo ao clube).

E-mail: abrasc@terra.com.br

(Site: www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc) ou http://abrasc.blogspot.com/

NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).

NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Obrigado pela preferência".

ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

Grito Paulistano

Grito Paulistano : A voz do povo ecoando pelos bairros A 7ª edição da Virada Sustentável em São Paulo, que será realizada de 24 a 27 de ag...