terça-feira, 23 de outubro de 2007

Arte e Literatura são os atrativos de Porto Alegre para os feriados de novembro

O Instituto Santander Cultural abriga na capital gaúcha parte da 6ª Bienal do Mercosul e eventos da 53ª Feira do Livro de Porto Alegre


São Paulo, outubro de 2007 – A agitada vida cultural de Porto Alegre é uma bela opção de programa para o feriado prolongado de 2 de novembro. Nesse mês, a capital gaúcha promove simultaneamente dois grandes eventos: a 6ª Bienal do Mercosul e a 53ª Feira do Livro de Porto Alegre. Ambos usam a estrutura do Instituto Santander Cultural para receber parte de suas instalações.

A 6ª Bienal do Mercosul vai até o dia 18 de novembro e traz 67 artistas oriundos de 23 países. São cerca de 350 obras em seis mostras, dispostas em três exposições monográficas e as coletivas Zona Franca, Três Fronteiras e Conversas. O Santander Cultural abriga a mostra monográfica do artista argentino Jorge Macchi, um dos nomes mais relevantes da arte contemporânea da atualidade. Com 70 obras, entre filmes, instalações, fotografias, desenhos e gravuras, a mostra traz uma visão geral de sua trajetória sobre o Continente Americano.

O maior evento do tipo das Américas, a Feira do Livro de Porto Alegre chega a sua 53ª edição com 171 expositores, distribuídos em vários locais da Praça da Alfândega, em frente ao Santander Cultural. Durante o evento, que acontece de 26 de outubro a 11 de novembro, a programação de cinema do Santander Cultural apresenta filmes baseados em obras literárias. O ciclo Adaptações traz os filmes como A Hora da Estrela, de Jorge Furtado, Os Pássaros, de Alfred Hitchcock, e O Louco, de Fabiano de Souza, com sessões sempre às 19h00. A entrada é franca.

O prédio do Santander Cultural em si já é uma atração turística. Construído em estilo neoclássico, entre os anos de 1927 e 1932, o edifício foi sede dos bancos Nacional do Comércio e Sul Brasileiro. Tombado pelo patrimônio histórico, o edifício foi totalmente restaurado em 2002, adaptando a arquitetura original do prédio para novos espaços, abertos ao público. Os antigos cofres, por exemplo, se transformaram em sala de cinema e em um café, e um grande átrio foi construído, cerca de 40 metros acima do hall central, para receber apresentações musicais.



Santander Cultural

Rua Sete de Setembro, 1028 Porto Alegre – RS.

Telefone: (51) 3287.5940

www.santandercultural.com.br

Lei de cotas voltada a pessoas com deficiência é tema de programa de TV

Nesta quinta-feira, dia 25, o programa Brasil em Destaque, produzido pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) e veiculado pela emissora TV Aberta, abordará a questão da inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho.





Uma das questões a serem repercutidas são os 16 anos da chamada Lei de Cotas (8.213/91), cujo artigo 93 estabelece que empresas com 100 ou mais funcionários reservem uma porcentagem das suas vagas a trabalhadores que apresentem algum tipo de deficiência.



Para discutir a questão, o programa, apresentado pela jornalista Ana Paula Teixeira, receberá José Carlos do Carmo, auditor fiscal do trabalho da Delegacia Regional do Trabalho de São Paulo, que é também co-autor do livro "A inserção da pessoa com deficiência no mundo do trabalho". Além dele, também estará presente o sociólogo Rogério Baptistini Mendes, doutor em Sociologia e professor da FESPSP.



O programa 'Brasil em Destaque' vai ao ar todas as quintas-feiras, das 18h30 às 19h30, pelo canal TV Aberta, transmitido pela NET (canal 9), TVA (canais 72 e 99) e pela TVA Digital (canal 186).

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

DÁ PRIMAVERA ATÉ... A PRIMAVERA.

DÁ PRIMAVERA ATÉ... A PRIMAVERA.

(Antonio Brás Constante)



Enfim chegou a primavera (sei que estamos em outubro, mas o texto foi escrito em setembro... de 2004), a estação mais bela do ano. Depois dos rigores do inverno, a primavera chega com seu clima ameno, sendo um ponto de descanso, ideal para recarregar as energias das pessoas, deixando-as devidamente descongeladas para o período de verão que se aproxima, repleto de calor, praias e muito sol.



A primavera é uma estação sempre bem-vinda, quase como se fosse uma prima de nome Vera, que vem todos os anos trazendo cores, flores e abelhas aos seres humanos. Mesmo aos alérgicos ao pólen. Na verdade, a origem da palavra primavera não tem nenhuma ligação com qualquer tipo de homenagem feita para prima de alguém. A expressão vem do latim “primo vere”, que significa: “no começo do verão”.



O clima primaveril dispõe de muitas variações que brincam com nossas sensações. Pela manhã geralmente é frio, forçando as pessoas a saírem de casa com seus casacos ou blusas. Durante o dia o tempo esquenta, incentivando qualquer indivíduo a retirar o excesso de roupas que porventura esteja usando, passando a carregá-las nos braços a procura de algum cabide onde possa deixá-las. Por fim chega o final do expediente. Um resto de sol ainda aquecendo o dia, colaborando para esquecermos nossa indumentária sobressalente no serviço e somente voltarmos a nos lembrar dela quando já estamos a caminho de casa ou do cursinho, passando a sentir novamente o frio que agora chega através do manto estrelado da noite. Uma temperatura quase tão gelada quanto uma cerveja deveria ser, porém, bastante incômoda sem nossas vestes mais quentes.



Outra peculiaridade desta estação é que os dias em sua maioria são lindos, deslumbrantes, verdadeiros espetáculos da natureza. Muito parecidos com os dias que sonhamos para acontecerem em nossas férias, nos feriados e fins de semana. O único inconveniente é que estes dias maravilhosos ocorrem durante a semana. Assim passamos as horas olhando furtivamente pelas vidraças da empresa. De um lado a beleza do dia nos convidando para desfrutarmos de todo seu esplendor, e do outro lado a figura do seu chefe, sugerindo que você volte sua atenção ao trabalho, ao invés de ficar suspirando.



A angústia vai tomando conta de seus pensamentos ao ver pela janela do escritório o sol indo embora a cada hora que passa. Quando por fim consegue sair da empresa, o sol dá seu último aceno e some no horizonte, prometendo voltar no dia seguinte, apenas para atormentá-lo no serviço novamente.



A primavera, também é a estação dos amantes, vários namoros começam durante seus meses perfumados com o desabrochar das rosas, se intensificando no calor do verão até que, com início do inverno, uns decidem partir para algo mais oficial, enquanto outros sentem em meio ao frio, que estão se metendo numa possível fria e resolvem terminar tudo. Mas não há motivos para preocupações, pois os corações partidos geralmente se curam com a chegada de uma nova primavera.


E-mail: abrasc@terra.com.br
(Site: www.recantodasletras.com.br/autores/abrasc)



Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



NOTA DO AUTOR: Divulgue este texto para seus amigos. (Caso não tenha gostado do texto, divulgue-o então para seus inimigos).



NOVA NOTA DO AUTOR (agora com muito mais conteúdo na nota): Caso queira receber os textos do escritor Antonio Brás Constante via e-mail, basta enviar uma mensagem para: abrasc@terra.com.br pedindo para incluí-lo na lista do autor. Caso você já os receba e não queira mais recebe-los, basta enviar uma mensagem pedindo sua retirada da lista. E por último, caso você receba os textos e queira continuar recebendo, só posso lhe dizer: "Também amo você! Obrigado pela preferência".



ULTIMA NOVA NOTA DO AUTOR: Agora disponho também de ORKUT, basta procurar por "Antonio Brás Constante".

O DEUS DA DOR E DA PERDA

Revista Partes : A sua revista virtual - ISSN 1678-8419 P@rtes (São Paulo) Julgar uma cultura que não é a nossa é sempre muito difícil, pa...