domingo, 4 de junho de 2017

Turismo 2.0: novos hábitos dos viajantes redefinem identidade dos destinos

Orlando, nos Estados Unidos, é um exemplo dessa tendência; cidade já é identificada como muito mais que parques temáticos 

 

São Paulo, junho de 2017 – Antes da internet, o entendimento das necessidades e interesses dos viajantes era um processo bem mais lento. Isso só era possível por meio de enquetes e pesquisas, depois que a viagem já tivesse sido concluída. Para o turista, restava adaptar-se às condições do destino e da viagem. Por isso, era mais difícil mensurar os resultados das reclamações, sugestões ou críticas.

Na era da comunicação digital e da internet, o turismo 2.0 chegou para facilitar esse entendimento. E não só isso, os novos hábitos de consumo dos turistas modelam um novo formato de viagem e destinos.

A presença das agências de viagem online, como o Decolar.com – que tem 18 anos de história –, gerou uma mudança em relação à interpretação dos interesses e hábitos dos viajantes. Com o uso de questionários, feedbacks, fotos e comentários em redes sociais ou contato na central de atendimento ao cliente, o turista começa a ser ouvido e ganha voz. Com isso, as agências, atentas a essas considerações, começam a oferecer melhores ofertas de produtos, de acordo com a demanda do usuário.

 

Entre muitas tendências que podem ser destacadas, dois comportamentos diferentes costumam determinar a identidade do destino:

 

1.                  Viagem personalizada: o usuário que utiliza a internet para montar seu próprio pacote de viagem, de acordo com suas necessidades (podendo escolher destino, hotel, horário de voo de sua preferência, além de combinar diversos produtos em uma única compra). A oferta tradicional, de um pacote de viagem fechado, não interessa mais. O usuário quer escolher cada detalhe da sua viagem, sem a intervenção de terceiros.

 

2.                  Viagem por recomendação: o viajante que, a partir de sugestões e comentários da escolha de seu produto e viagem, modela a identidade do destino. Isso faz com que os fornecedores, atentos às novas tendências, também mudem a sua estratégia. Ex.: um usuário deixa de comprar um tour tradicional para fazer um passeio diferente no destino – de acordo com sugestões e indicações de outros viajantes.

 

"Para entender exatamente os interesses dos viajantes, é preciso um grande número de informações para serem avaliadas corretamente. Nós observamos as mudanças de comportamento constante dos nossos usuários. Um exemplo de destino que foi remodelado recentemente é Santiago do Chile, que se tornou um destino de compra, um valor importante e surpreendente para uma cidade que não tinha essas características. Mas, talvez, o melhor exemplo seja Orlando, que já não é mais sinônimo de parques temáticos. Hoje, é um destino procurado para compras, praias e passeios turísticos combinados com parques", afirma André Alves, Country Manager do Decolar.com.

Quando falamos da "Cidade Bela", como é conhecida Orlando, a primeira coisa que vem à cabeça são os parques mais famosos do mundo. Mas o destino tem muito mais! Hoje, além dos parques, Orlando é procurada pelos seus famosos restaurantes, outlets, shoppings, praias encantadoras, museus e excelentes opções de hospedagem.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Jeferson Primo, Artista de Itararé-SP

JEFFERSON PRIMO – Ator e Diretor de Teatro - De Itararé-SP FORMAÇÃO   1982/1984 Cia de Teatro Turma do Amazônio sob a Direção de J...